Um blog do Travellerspoint

Santiago - parte I

Chegada de tirar o folego

sunny 25 °C
Visualizar 2012 Chile no mapa de viagens de anomura.

image.jpg

CHEGADA

Ao aproximarmos de Santiago, faltando cerca de 40 minutos para o pouso, foi dado o aviso de atar cintos. Os comissários de bordo passam orientando quanto aos procedimentos de descida. Nas janelas, começa a surgir uma bela paisagem. As pessoas começam a tirar fotos alucinadas. Alguns passageiros que estavam no meio nao resistem a tentação e começam a desatar os cintos para tentar se aproximar das janelas e desfrutar da paisagem. A tripulação fazia das tripas coração para que os passageiros retornassem aos seus lugares. A nos, que estávamos no meio, so nos restou ver de longe e contar com a colaboração dos passageiros das janelas que solicitamente se prontificaram a abastecer nossas câmeras digitais.

HOTEL

Chegamos em Santiago com uma hora de atraso, cansados, famintos. O transfer contratado foi meio caro, eu acho. Mas funcionou direitinho. O motorista nos acompanhou ate a recepção do prédio. Isso mesmo, prédio. O Plaza Paris Amistar nao e bem um hotel. E um edifício com apartamentos para alugar. Funciona basicamente como um hotel, na recepção nos dao orientação e auxilio como em um hotel, porem ficamos alojados em apartamento completo. Pelo o equivalente a US$267 no total, para 3 diárias. Fica bem no centro, perto de tudo. Recomendo, apenas com um porém, o centro de Santiago e seguro, mas e melhor nao marcar bobeira a noite. E mesmo durante o dia, como em qualquer lugar do mundo (em Oslo foi assim, aqui nao seria diferente), zelo com nossos pertences.

CENTRO

Como ficamos no centro, fomos atrás de um supermercado, banco, almoço, cambio, etc. A parte do centro que a gente andou e bege, muita gente, nenhum atrativo turístico. Depois de apanhar para sacar dinheiro no banco, e nao conseguir, fomos em busca de uma casa de câmbio mesmo. Ali, compramos 150 mil pesos chilenos. O cansaço do jet lag da Australia era tão grande que meus olhos ardiam. Mas ainda tirei forças para ir a uma panaderia e comprar uma porção de Torta Tres Leches. Claro!

0D2D06602219AC68178E343E6CE344D4.jpg

CAMINANDO POR LA CIUDAD

A sexta feira tinha amanhecido fria, 7 graus as 6h da manha, com promessa de dia bom. e esquentou um pouco mesmo. Antes de sair, decidimos tentar deixar reservado a visita na Concha & Toro pra nao causar decepção. feito isso, estávamos ponto pra sair. Como ficamos no centro, aproveitamos para fazer uma ligeira caminhada pelas ruas do centro de Santiago, passando por alguns dos prédios e marcos mais importantes da cidade. Entre eles, posso citar:

Biblioteca Nacional
Fundada em 1813, a Biblioteca Nacional situa-se na Alameda, principal avenida de Santiago, desde 1925. O prédio, antigo Monasteri de Santa Clara, ocupa uma quadra inteira.

Basilica de la Merced
E um dos ícones de Santiago. A sua primeira construcao data de 1566, porém ruiu em 1647, em virtude do terremoto de Santiago. Em 1683 foi reconstruída e, em 1730, adivinha o que aconteceu? Mais terremoto colocou essa igreja abaixo. Em 1760 a igreja foi reconstruída pela mais uma vez, passando por algumas alterações ate 1799, que e o templo que conhecemos atualmente. Dada sua importância no seculo XVI, famílias abastadas eram enterradas ali.

Plaza de Armas
A Plaza de Armas e o coração da cidade. Reúne vários prédios públicos e históricos ao seu redor. Santiago e uma cidade com varios calcadoes no centro, e da Plaza de Armas partem alguns dos mais movimentados como a Paseo Ahumada, a Paseo Puente e a Paseo Estado. Uma multidão passa por ali, acho que e uma espécie de Praça da Se, respeitando as devidas proporções e realidades. Aqui, durante o dia, eu me sentia relativamente segura. Dos prédios históricos ao redor, vale destacar: Municipalidad de Santiago, Museu Historico Nacional, o belíssimo prédio do Correo Central, Real Casa de Aduana, Tribunales de Justicia. A noite nao e recomendado andar por aqui. De dia, durante a semana, sem problemas. E so nao dar mole pro azar.

Catedral de Santiago
Essa mereceu um destaque a parte. Tambem passou por alguns tropeços em razao dos sucessivos terremotos que acontecem no Chile. De acordo com um blog que andei lendo, a imagem de Nossa Senhora na fachada nao estava la, resultado do grande terremoto de 2010. Essa catedral ja foi reconstruída 5 vezes. Falar que e lindíssima e pouco, tem que vir e ver.
2F47DAE52219AC68177B2876832F31B0.jpg

Mercado Municipal
Essa dica quem me deu foi o Pedro, meu colega chileno na Austrália. Depois da caminhada a idéia era almocar ali. Da Plaza de Armas seguindo pelo Passeo Puente, sao 4 quadras. Fomos andando bem devagar. Chegando la, pecamos e caimos na tentação das empanadas chilenas, resultado, o almoço ja era. Ia ficar pra próxima. Ja li num blog e me informei de onde devemos almoçar da próxima vez. O Mercado Central aqui esta mais pro Fishmarket de Sydney do que o Mercado Municipal de Sao Paulo. Nao e uma crítica, apenas a proposta e diferente. Aqui gira em torno de frutos do mar quase que exclusivamente. Eu super recomendo!
90_2F3016CA2219AC68174C5337824770DC.jpg

GALLETERIA LAURA
Uma das iguarias chilenas, sem dúvidas, e a torta Tres Leches. O tradicional doce está em todas as panaderias da cidade. Dica recebida de um chileno, a segunda melhor torta Tres Leches da cidade era da Galleteria Laura. Segunda melhor, porque a melhor quem fazia era a esposa dele, rs. Pois bem, saindo do mercado, pegamos um táxi ate a rua Manuel Montt, 747. Nao espere uma doceria ou algo como um cafe com mesinhas para sentar e degustar essa preciosidade. Nao tem lugar pra isso, tem que pedir para viagem. Na falta de opção, foi o que fizemos. De volta para o hotel, a ideia era comer a torta e descansar um pouco. Reservamos o restaurante Miraolas para ir hoje a noite (Restaurante e Marisqueria Miraolas).

Quero citar aqui o blog que eu andei me informando. Pelo menos pode ajudar quem quiser mais informações:
Blog do carinha que eu me informei

Publicado por anomura 26.10.2012 10:16 Arquivado em Chile

Envie por email este textoFacebookStumbleUponRedditDel.icio.usIloho

Índice

Seja o primeiro a incluir um comentário sobre este texto.

Comments on this blog entry are now closed to non-Travellerspoint members. You can still leave a comment if you are a member of Travellerspoint.

Informe abaixo os detalhes da sua conta no Travellerspoint

( O que é isso? )

Se você não é ainda um membro do Travellerspoint, inscreva-se grátis.

Inscreva-se no Travellerspoint