Um blog do Travellerspoint

Allure of the Seas 6/6 - Florida

Navegando de volta ao continente

sunny 27 °C
Visualizar 2018 CARIBE e EUA no mapa de viagens de Akemi Nomura.

Hoje era dia de fazer nada. Um dia já meio nostálgico, querendo ficar mais um pouquinho. Acordei cedo, curti preguiça e ainda eram seis horas da manhã. Amigos, não tive dúvidas, fui direto pra Jacuzzi. Pra que ficar de bobeira na cabine? A Jacuzzi foi minha nova paixão. Quero sempre agora. De preferência na parte do navio onde não tem criança, haha. Não nos restou muito a não ser curtir a jacuzzi, tomar café da manhã, pegar a piscina cedo antes que lotasse e o sol ficasse insuportável, almoçar no Windjammer, assistir shows, dormir à tarde, passear no navio à noite... Clima de despedida!

IMG_1258.JPGIMG_1259.JPGIMG_1246.JPGIMG_1260.JPGIMG_1266.JPGIMG_1251.JPGIMG_1265.JPGIMG_1262.JPGIMG_1272.JPGIMG_1280.JPGIMG_1281.JPGIMG_1249.JPGIMG_1248.JPG

Amanhecer em Miami foi bonito mas nostálgico já....

IMG_1284.JPGIMG_1283.JPGIMG_1285.JPG

A chegada em Miami foi meio complicada, digamos assim. Na verdade a gente não lembrava que o ideal era fazer o self checkout. O de horário marcada é muito confuso. Esperamos chamar nosso número no auditório e fomos pegar as malas, uma zona. Nos indicaram uma filha e quando já estávamos lá a um tempão nos mandaram sair dali pois estávamos "furando fila". Fiquei p da vida! Foi outra funcionária do porto que mandou a gente ficar ali. Ou seja, fomos lá pro final e umas 478 pessoas estavam na nossa frente. A fila ia andando, devagar e sempre. Chegou uma hora que a fila parou. Parou mesmo! Uma hora na fila devagar e uma hora na fila parada. Minha lombar gritava. Bom, depois dessa demora toda eles "abriram a porteira". Foi um "cara crachá" e todo mundo foi entrando. Honestamente não precisava de muita burocracia afinal estávamos todos nos Estados Unidos antes. Mas enfim, depois de muito sacrifício saímos do terminal. Aí veio outra novela, o ônibus até o aeroporto pra pegar o carro. Corre pra lá, corre pra cá.... putz, um milhão de pessoas, puxando mala... Odiei! Mas chegamos lá!

IMG_1290.JPGIMG_1289.JPGIMG_1291.JPG

Pegamos o carros o carro e fomos para Pembroke pois alugamos uma casa lá. Aí meu amigo era programa da Florida. Compras, piscina, comer e... correr. Sim, eu saía pra correr de manhã.... Orgulho de mim! Isso foi entre 11 e 14 de novembro. No dia 13 fomos no Julio pra pegar as compras. Já deixei minhas malas pré arrumadas. No dia 14 Harumi e Okis foram embora e eu e mamãe fomos pra casa do Julio. Antes paramos na Target e Ross. Já estava com a chave então deixamos as coisas lá e fomos no Walmart. Mamãe estava querendo dirigir mas não falava, haha. Aí eu dei a chave pra ela e ela foi até o Walmart. Lá ainda comprei uma calça jeans da Levis que pra mim serve perfeitamente bem e outras coisinhas mais. De noite mamãe fez um Yakissoba pra galera, Alex e Hully também vieram, e assim terminamos nossa temporada de férias!

IMG_1441.JPGIMG_1425.JPGIMG_1411.JPGIMG_1448.JPGIMG_1449.JPGIMG_1410.JPGIMG_1443.JPGIMG_1295.JPGIMG_1408.JPGIMG_1395.JPGIMG_1452.JPGIMG_1458.JPGIMG_1391.JPGIMG_1450.JPGIMG_1437.JPGIMG_1435.JPGIMG_1444.JPG

Publicado por Akemi Nomura 6:29 Arquivado em Estados Unidos Comentários (0)

Allure of the Seas 5/6

Costa Maya - Mahahual

sunny 30 °C
Visualizar 2018 CARIBE e EUA no mapa de viagens de Akemi Nomura.

Última parada: Costa Maya! O dia amanheceu com aquele barulhinho delicioso do mar. Cabine com janela tem dessas, a gente evitava o ar condicionado, era melhor deixar a porta um pouquinho aberta. Eu já logo ia ver se dava pra ver o sol nascer. O café da manhã foi no Solarium, nosso favorito. Dali mesmo a gente observou a lenta chegada do navio. Eu sinceramente acho que quem dirige esse negócio é muito phoda. Esses portos são super pequenos, não tem margem pra erro. O Allure é gigante! Até 2014 era, junto com seu irmão gêmeos Oasis, o maior navio de cruzeiro do mundo. O mar era um verde esmeralda transparente. Ancorado o navio, hora de pegar as coisas e ir pra terra.

EWII2547.JPGIBGG9040.JPG
IMG_1137.JPGIMG_1136.JPG

Logo no porto tem uma área muito boa pra quem desce do navio. Várias piscinas, lojas, lugar pra comer, uma mega estrutura. Mas descer do navio e ficar ali? Sério mesmo? Não né? Pesquisei um pouco e vi que tem umas ruínas por ali. Mas a praia era num lugar chamado Mahahual. Essa região do México, bem ao sul da Riviera Maya quase em Belize, ainda é um local meio rústico. O turismo em massa de Cancún aparentemente não descobriu ainda. Acredito que o grande movimento acontece quando ancora algum navio ali, o que no verão parece ser constante. As orientações que recebi foi pegar o táxi amarelo logo na saída do porto. O problema foi sair do porto, hahaha. Demos uma puta volta até conseguir achar a saída. Acho que é proposital pra você desistir, hehe. Conforme eu tinha lido em blogs o preço do táxi é fechado em $8 por pessoa cada trecho. O México é um lugar em que eu não me preocupo em ser trapaceada, pelo menos nunca li relatos parecidos. Aqui eu sinto que eles exploram bem o turismo e não o turista. E com um litoral desse, comida boa e história riquíssima burros seriam se não explorassem.

IMG_1201.JPGIMG_1198.JPG
IMG_1200.JPGIMG_1138.JPG
IMG_1139.JPGIMG_1140.JPG
IMG_1194.JPG7db4ebb0-1806-11e9-994d-a523d6247a92.JPG

Enfim, pegamos o táxi e fomos até Mahahual. O taxista chegou a oferecer um passeio nas ruínas mas nossos objetivos eram um só: praia. Chegamos no Beach Club que eu tinha reservado e chamava Yaya Beach. Tive um pequeno probleminha porque parece que eu passei a data errada para eles a moça disse que tudo bem. Nos deu a pulseirinha e o Lucas nos acomodou. Como somos early birds, chegamos cedo nos locais, pudemos escolher o lugar de sombra o dia inteiro. Por enquanto o café da manhã ainda estava rondando e não tínhamos fome.

REKN7067.JPGIMG_1151.JPG
IMG_1172.JPGIMG_1142.JPG
IMG_1188.JPGIMG_1141.JPG
IMG_1174.JPG

O negócio foi explorar um pouquinho o lugar. Mahahual é uma vila pequena, tem um calçadão entre as lojas, hotéis, restaurantes, etc, e as cadeiras de praia. É um ambiente simples e bem gostoso.

IMG_1144.JPGIMG_1147.JPG
IMG_1143.JPGIMG_1148.JPG
IMG_1145.JPG

Agora preciso confessar uma coisa. Parece que essa região tem um problema de alga na praia. Parece ser muita alga. Eles colocam umas redes bem próximo da areia. Deu uma sensação estranha, confesso. Depois de ter passado por Cozumel meu nível de exigência aumentou. Deu uma impressão ruim sabe? Acho que isso acabou me fazendo procurar defeitos, por exemplo, eu achei a água com mais suspensão, ou seja, pouco transparente. Roatán também foi um lugar que eu gostei muito, com as peculiaridades de Honduras, claro, mas a praia era divina. Confesso que aqui ficou um pouco a desejar. Mas, paciência, bora aproveitar.

IMG_1178.JPGIMG_1181.JPGIMG_1176.JPGIMG_1180.JPGIMG_1182.JPGIMG_1179.JPG

O pacote que eu peguei no beach club me dava direito a bebidas sem álcool e um combo mexicano. Os smoothies estavam bem gostosos. No calor que fazia experimentei um de cada, haha. No combo mexicano tinha fajitas, taco e outras coisas que eu não sei o nome. Estava bom mas nada espetacular. Tenho que ser franca né? Eu acho que vale a pena mais pagar o a la carte. A opção a la carte você usa a estrutura do lugar e paga $25 que pode usar de consumação. Aí você tem mais liberdade de escolher o que vai comer porque quem vem de navio normalmente não tem tanta fome assim. E nem vai ficar bebendo tanto. Os preços do cardápio a la carte são justos. O atendimento ali é muito bom, o Lucas estava sempre atento. E o fator servir lá na sua cadeira/cama de praia, ah meu amigo, isso é muito bom. Tivemos a companhia dos cachorros malandrinhos que se aproximaram fofamente mas queriam mesmo era comida, haha.

IMG_1171.JPGIMG_1189.JPGIMG_1150.JPGIMG_1183.JPGaef2b490-1807-11e9-a826-0f6fec752da3.JPG

Depois de pedir a comida bateu uma preguiça. Aliás, essa combinação de praia, sol, smoothie, dá uma preguiça. Fui na lojinha de mergulho que tinha do lado ver se tinha snorkel. Já tinha visto sair dois barcos pra quem ia fazer mergulho. Mas eu tava com preguiça de mergulho e fui de snorkel mesmo. O guia era argentino gente boa. Deram nadadeira mas era mandatório usar colete... bom, eu usei, mas não necessariamente cheio, hehe. Não estava vazio mas cheio cheio também não estava. Que graça tem fazer snorkel sem dar uns mergulhos na apneia me fala? Lá em Roatan era legal que não precisava de barco, de guia, de nada, era só ir nadando. O barco nem andava muito e chegamos no local. Não era fundo, variava de 1 a 3 metros. Pra entrar na água era só pular do barco. A água estava com uma boa visibilidade, melhor que da praia. No começo senti falta de vida marinha mas quando apareciam uns corais apareciam peixinhos e foi ficando mais divertido. Mas o auge veio com as tartarugas... nosso guia conseguiu achar algumas tartarugas tão lindinhas. Não eram pequenininhas não, tinham cerca de um metro. Respeitamos o espaço dela, afinal, nós éramos os intrusos. Sem chance de tocar, nadar atrás, nada disso. Era só observar de uma certa distância sem atrapalhar a rotina da tartaruga. Eu gosto muito desse tipo de passeio que envolve animais, com consciência e respeito.

e4d9afa0-1807-11e9-a826-0f6fec752da3.JPGGNPK4661.JPGHTDR2306.JPGSREX9185.JPGMGJG9534.JPGAAVW8139.JPGOPLE4178.JPGGIOI4906.JPGXWCB3832.JPGIMG_1483.PNGIMG_1484.PNGWNHK2135.JPGWKZG5987.JPGIMG_1476.PNGIMG_1477.PNGIMG_1480.PNGIMG_1478.PNGIMG_1479.PNG

Depois das 14h o povo começava a ir embora. Achava estranho isso e dava uma sensação ruim do tipo "vou perder o navio", haha. Em todos os lugares foi assim. E em todos dava pra ficar mais um pouquinho. Mas como essa foi a praia que menos nos empolgou foi só ficar na água mais um pouquinho com mamãe, ensinar ela a boiar e deixar ela curtir bastante a praia, algo que me surpreendeu porque ela não queria sair da água.

EDPM8785.JPG350cff40-1808-11e9-994d-a523d6247a92.JPGIMG_1187.JPG

Bom, essas duas fotos merecem um parágrafo exclusivo. Elas ficaram lindas.

QQOME4020.JPGKYAW2468.JPG

Hora de recolher a trouxinha e voltar pro navio. Pegamos um táxi e lá se foram mais $32 na volta, tabelado e sem tentar dar golpe. Por isso eu gosto tanto do México. Entramos no porto e tava lotado aquela estrutura que eu falei quando saímos do navio. Dava pra ficar aqui mais um pouco pra quem quer. Tem lojas, bares, piscinas, muito boa a estrutura.

IMG_1203.JPG6ae37f90-1808-11e9-994d-a523d6247a92.JPGIMG_1199.JPGIMG_1209.JPGIMG_1190.JPG

Mas nós tínhamos um foco que era a academia. Ontem nós descansamos e hoje era dia de voltar pra rotina. E foi o tempo de tomar uma ducha pra tirar a água salgada e partiu academia. Era o momento de relaxar e exercício físico me relaxa... quem diria... Bora voltar pra cabine, tomar aquele banhozinho porque a gente merece. Rolou uma preguicinha mas ainda deu tempo de aproveitar o por do sol, mais um magnifíco por do sol.

IMG_E1240.JPGIMG_1239.JPGIMG_1243.JPGIMG_E1241.JPGIMG_1241.JPGIMG_1237.JPG

Publicado por Akemi Nomura 6:07 Arquivado em México Comentários (0)

Allure of the Seas 4/6

Um novo olhar sobre Honduras

sunny 28 °C
Visualizar 2018 CARIBE e EUA no mapa de viagens de Akemi Nomura.

Bom dia! Mais um belo dia despontava na varanda da cabine. Como sou madrugadora, sempre acordava e ia ver o navio se aproximar do porto e, se desse sorte como ontem em Cozumel, ver o sol nascer. Como o navio se aproximava lentamente fomos tomar café da manhã no Sollarium, lugar que a gente adotou para tomar café. Como nosso deck era o 14, era só subir um andar e estávamos no deck da piscina, restaurante e afins. Já devo ter dito, o café da manhã no Sollarium tem tudo aquilo que eu preciso, ou seja, ovo, bacon, café e aquele potinho de leite. Pura proteína! Depois ficamos ali nas cadeiras vendo a atracação do navio. Um pouco antes de atracar fomos pro sun deck no nosso andar pra ver a chegada propriamente dita. O navio estava previsto para atracar 9h e a saída para às 9h30. Mas pelo horário ia adiantar. Uma vez atracado eles já liberam a saída e, como em Cozumel, saímos mais cedo.

FRCF1386.JPG

Falar em Honduras hoje é lembrar daquelas cenas de milhares de Hondurenhos saindo a pé do país para tentar a vida nos Estados Unidos. Ele falam do estado de extrema pobreza vivido no país e da violência das gangues. Esse cenário exposto na imprensa mundial me deixou com baixa expectativa do país. Em que pese tenha visto fotos do lugar fiquei com uma pulga atrás da orelha. Não sabia o que esperar do local. Tá certo que Roatan é uma ilha ligeiramente afastada do continente, mas.... vamos ver no que dá. Quando comecei a ler sobre Roatan procurei sobre o deslocamento até West View, a praia mais famosa da ilha. Li que de táxi era mais barato porém havia muita picaretagem de alguns motoristas. Fico extremamente receosa com essas coisas ainda mais em um país com histórico de violência. Já tinha lido sobre sequestro na Venezuela e, pior, conheci gente que passou por isso. Então pra não arriscar eu preferi pegar o transfer do resort que nós íamos ficar. Deu US$ 60. Um pouco caro, um pouco mais caro que o táxi, mas com certeza mais seguro. Ao descer no porto rolou um certo perdido. A orientação era procurar o quiosque 7. Então fica a dica, você vai descer do navio, virar a esquerda e depois a sua direita vai ter uma espécie de centro comercial. Procure a entrada que logo você vai ver a porta da saída com vários quiosques. Enfim, na dúvida pergunte, haha. A gente pagou ali o transfer ida e volta. Uma das coisas que falaram é que quem vai pegar táxi tem que combinar direitinho a volta porque acontece deles não aparecerem. O preço mais caro que Cozumel até se justificou porque West Bay era bem mais longe do que a distância que percorremos no México.

IMG_0994.JPG

Honduras é um país pobre, isso já era de conhecimento. Mas pelo que eu tinha lido eu esperava uma situação de pobreza bem pior. Vi muitas casinhas de madeira pelo caminho, casinhas simples, pessoas com suas rotinas, nada que me remetesse ao cenário que eu imaginava. A estradinha até lá é ok também, nada como descrito em alguns blogs. Claro que não é um tapete mas também não é nenhuma batedeira. Só isso já melhorou muito a impressão que eu tinha do país. Em que pese a situação do continente deve ser um bocado diferente que aqui.

IMG_1058.JPGIMG_1056.JPGIMG_1059.JPGIMG_1063.JPGIMG_1061.JPG

Vamos falar um pouquinho sobre Roatan agora. A ilha fica a cerca de 50km da costa do norte de Honduras. É uma ilha estreita e comprida. Roatán já foi um local muito frequentado por piratas nos séculos XVI e XVII. Já foi colônia britânica também. Eles falam espanhol, um pouco do crioule e, talvez pela influência britânica, falam inglês também. A ilha é formada por várias vilas. A maior é Coxen Hole, onde atracam os navios de cruzeiro. O nome veio do pirata inglês John Coxen. Conhecida por "El pueblo", foi fundada em 1835. O trecho entre West End e West Bay é onde ficam as melhores praias da ilha, com águas cristalina e areia branca. Eu tinha lido que em West Bay tinha segurança armado na praia e em West End não. Fiquei pensando se tinha segurança armado deve ser porque acontece alguma coisa. Como estou de férias eu quero evitar problemas então decidi ir para West Bay apenas, o que facilita principalmente pela locomoção entre as praias. Outro fator que me fez decidir por West Bay foi que a uma curta distância a nado da praia você encontra uma bela barreira de corais com uma vida marinha diversa. A cor da água só olhando pelo google maps já dava pra ter uma ideia do lugar.

MAPA01.JPGMAPA02.JPG

Pesquisei, pesquisei, pesquisei e escolhi o Infinity Bay Resort pra comprar um Day Pass. Assim teríamos uma estrutura para utilizar e não ficarmos com canga na areia apenas. Bom, diferente de Cozumel ali não é uma praia fechada como os beach clubs do México. Você usa a estrutura do hotel mas tem gente passando pra lá e pra cá na areia. Isso incomoda algumas pessoas mas eu fiquei de boa. O Infinity Bay fica praticamente em frente à barreira de corais, era só pegar o snorkel e pronto. O Day Pass custa US$20, um pouco caro mas com uma boa estrutura. Não tem comida incluída mas os pratos não são absurdos não. Te garanto que no nordeste do Brasil sai mais caro. Tem um welcome drink também. Atendem na areia ou você pode ir nas mesas do restaurante comer. Eu gostei mas tem um outro que por US$20 além do day pass tem o transporte, chama Bananarama. É um pouco mais simples mas atende bem também. Li em vários blogs de pessoas que ficaram por lá. Ah, outra coisa desses lugares é o acesso ao wifi. Quem está viajando de navio sente falta de uma internet e ali funcionou bem.

IMG_0996.JPGIMG_0999.JPGIMG_0997.JPGIMG_1042.JPGBPQX4860.JPGIMG_0998.JPG

Fotos do resort

A praia! A praia de West Bay é linda! Água clarinha, temperatura agradável, areia branca, coisa linda. Como chegamos cedo aproveitamos a praia antes de bombar. Minha irmã e meu cunhado, depois de colocar a internet em dia, foram direto para os corais. É bem pertinho mesmo, nem chega a ficar muito fundo onde não dá pé, e lá no meio dos corais tem bancos de areia que dá pra ficar em pé. Na volta eles confirmaram que tem mais vida marinha que em Cozumel. Espero que não tenha tubarões, haha. Pra aproveitar que ainda estava vazio meu cunhado sugeriu que minha mãe fosse logo. Ela alugou um colete e eu fui com ela. Ela estava bem insegura mesmo com colete. Compreensível! O mar é muito grande e muito mais forte que a gente. E se tem uma coisa que eu respeito é o mar. Parei, conversei com ela, falei que ela não ia afundar (mesmo com colete ela estava insegura), treinei o "boiar" com ela antes de começar o passeio.

IMG_1004.JPGIMG_1006.JPGIMG_1001.JPGIMG_1002.JPG

Quando vi que ela estava mais tranquila boiando e respirando com o snorkel fui puxando ela devagar pela mão e conversando com ela. Quando não deu mais pé pra mim foi minha vez de começar a nadar. E assim fomos de mãos dadas desbrava as barreiras de corais de Honduras. Cada coisa legal que eu via eu ia apontando para ela. Segurava a mão dela com a mão esquerda, levava a gopro na direita e ia batendo perna bem devagar. Fiquei orgulhosa dela porque sei o medo que o mar pode provocar nas pessoas. Lá em Cozumel ela fez snorkel no mar aberto com auxílio do rapaz do passeio e aqui fui eu. Assim mamãe foi descobrindo as belezas da vida marinha...

IMG_1010.JPGJQID1805.JPGNPTY3082.JPGSNORKEL01.JPGSNORKEL02.JPGYBLG1058.JPGHUGJ1443.JPGHUKZ3800.JPG

Depois de uns 15 ou 20 minutos voltamos pra praia. O aluguel do colete era por uma hora então encorajei ela a ir de novo. Dessa vez fiz diferente porque ela queria me ajudar batendo perna e acabou uma chutando a outra. Dessa vez eu falei pra ela segurar no meu pé como ela fez com a boia lá em Cozumel. E assim fomos indo bem devagar nadar por cima dos corais de novo. Regra básica de qualquer pessoa que respeita a natureza: não encoste nos corais. A vida marinha é frágil e devemos deixar do jeito que está. Não levar nada, não nadar atrás de peixes e tartarugas, passar apenas como observador. Se a gente não perturbá-los eles continuarão lá. Dessa vez fiz uma parada num banco de areia com cuidado pra ela ver a distância que estávamos da praia. Depois continuamos mais um pouco pra aproveitar bem o colete alugado de deixar ela curtir o momento.

IMG_E1101.JPGIMG_E1102.JPGPUGB1573.JPGUFFE2660.JPGLHML2570.JPGHUGJ1443.JPGHUKZ3800.JPGUUYD3447.JPGJUEQ8470.JPGWTDC7206.JPG

A partir daí amigo era só voltar pra aquela vida de mar, cadeira, mar, cadeira... Num desses momentos a atendente veio perguntar se estávamos prontos pra pedir algo. Pedimos um prato de aperitivos com camarão, carne, frango e batata frita. Super light! Comemos no restaurante por ser mais confortável mas deixamos cangas nas cadeiras pra voltar depois. Levamos as coisas de valor por segurança. A parte de piscina no resort era muito boa também mas com aquela praia... não... tô fora! Fico no mar até virar uva passa! Depois do almoço voltamos pra nossa vidinha mais ou menos.

IMG_1046.JPGIMG_1040.JPGIMG_1044.JPGIMG_1005.JPGIMG_1043.JPGIMG_1055.JPGIMG_1054.JPGIMG_1038.JPGIMG_1050.JPGIMG_1048.JPG

Deu umas duas horas e as pessoas começaram a voltar pro navio. O horário era 16h30. Não entendi a razão de saírem tão cedo. Minha irmã começou a ficar preocupada e confesso que eu também. Já comecei a pensar que escolhi a hora errada pra voltar, que tinha que ter combinado mais cedo, que vai ter trânsito, que vou perder o navio. Psicopata total. Nosso motorista viria 15h e tinha nos dito que seria o suficiente. Não tenho noção do que é trânsito para eles mas é fato que o acesso ao porto era por uma rua apenas. Depois que fui lembrar que o pessoal que saiu mais cedo devia ser de excursão do navio pois o período era mais curto (eles chegavam mais tarde e saíam mais cedo). por isso que eu prefiro fugir das excursões do navio. Mas acabou que ficamos prontos pra ir às 14h20. Como já tínhamos levantado acampamento sentamos lá e esperamos nosso motorista que chegou dois minutos antes do horário. O acesso ao porto foi bem tranquilo, teve um pouco de congestionamento mas nada grave. Entramos no navio e ainda teve tempo até zarparmos para o próximo destino. O por do sol hoje também foi de babar.

IMG_1080.JPGIMG_1071.JPGIMG_1082.JPGIMG_1089.JPGIMG_1083.JPGIMG_1087.JPGIMG_1088.JPGIMG_1085.JPGIMG_1090.JPG

Pode parecer bobagem o que eu vou falar mas esses dias de praia, sol, bate uma preguiça. Hoje eu estava com preguiça de ir pra academia. Tomei meu banho e fiquei de bobeira até que eu fui no promenade pra ver o negócio das gorjetas. Eu queria dar uma gorjeta legal pro Wisly, nosso atendente de quarto. Super simpático, ele cuidou muito bem do nosso quarto e das nossas coisas. Ele é haitiano e, depois do que eu vi em Honduras eu imagino como são as coisas no Haiti. Aquele povo também sofre horrores e esse pessoal que trabalha em navio ficam meses sem voltar para casa. Acho que ele merecia um pouco mais. Voltei pra cabine e já separei a gorjeta dele. Minha irmã me chamou na cabine dela pra levar o drone. Eu estava com preguiça e pedi pra mamãe levar. Mas um pouco depois minha irmã me chamou pra ir lá e... surpresa!!!!!!

CTWC8210.JPGJNOG2643.JPGCKIS1110.JPGHFXS7419.JPGBFQA4852.JPGCKII1965.JPGHNXA6343.JPGRPBX6238.JPGRUVA4147.JPG

É foi assim... de repente 40...

NSNL1074.JPGLSZU2515.JPG

Publicado por Akemi Nomura 8:28 Arquivado em Honduras Comentários (0)

Allure of the Seas 3/6


Visualizar 2018 CARIBE e EUA no mapa de viagens de Akemi Nomura.

Primeira parada: Cozumel! Quatro anos depois estou de volta nesta bela ilha. Como gostei daqui! Não vai ser diferente dessa vez. Fomos tomar café bem cedo, afinal, early birds.... Às 8h o navio ancorou e pouco depois o comandante deu boas vindas à Cozumel!

5D83BCCB-7360-4158-83B7-321165264C56.jpeg

953C1D0D-5EBD-4498-AE7A-95C88F0A85FC.jpeg
058024F0-8F41-45F3-8A96-87C3F39B5227.jpeg

F21CDE94-4057-44C8-A337-B0DF45E9D627.jpeg

D8F8EEDE-1C6A-4622-A0F8-3D6DE75C06E4.jpeg

577F17F3-3331-46CB-8955-E1C1BD0E96BD.jpeg

B47D6C29-1259-4CF3-9610-11CC41CFBA1E.jpeg

17BA2D5B-9997-406E-84FB-2DB71D84C758.jpeg

O Mexico é um dos países que mais me encantou. Oferecem boa estrutura a preço justo, não tentam te enganar, comida gostosa, história fascinante e praias maravilhosas. Não tem dificuldade nenhuma em voltar ao Mexico. Decidimos ir de táxi até o Mr Sancho´s. Conheci esse beach club em 2014 e adorei. Ele oferece duas opções: a la carte e all inclusive. Optamos pelo a la carte pois seria suficiente pra gente. De volta ao Mr Sancho´s.

D490E5F1-6655-42D4-AE49-7A5C59B6D65B.jpeg

1FB7E370-0D1E-4E18-BB66-73056B8DD09D.jpeg

Depois de curtir o mar um pouco fui com o Okis ver o negócio do mergulho. Tem um dive shop aqui dentro: Blue Reef Divers. Nem precisa ir em outro lugar, sai daqui mesmo. A próxima saída é 11h30. Então voltamos pra praia pra fazer nada. Quando o cara que trabalha no dive shop veio com a conta acabou que fechamos o passeio de snorkel pra Harumi e mamãe. Aí era só esperar o horário...

2ECC6503-50E9-42FE-BBBD-A6B5DD1F2D7C.jpeg

Hora de ir. Atravessamos a área all inclusive e fomos pro dive shop. Tinha um casal gringo que ia mergulhar e mais duas gringas que iam fazer snorkel. Era um barquinho e eu fiquei pensando como a gente ia sair do barco. Mas, vamos lá.... Chegamos no ponto de mergulho pra gente descer. O snorkel era depois. O dive master desceu se jogando do barco de costas... fiquei tensa! Mas me joguei, haha. Não tinha outro jeito... Tinha uma gringa que ia pela primeira vez. Menos mal, haha. Bom, depois que todo mundo chegou na bóia já descemos. A moça teve um pouco de dificuldade de descer mas com a ajuda do dive master ela conseguiu. E seguimos num dos mares mais belos do mundo. Eu estava meio tensa mas aos poucos fui ficando maia sossegada e curtindo o lugar. Até minha máscara embaçar... a única solução que eu lembrava era alagar parcialmente a máscara e desalagar. Gente, fiquei tensa! Sofri muito em fazer isso no check out. Ignorei esse fato por um tempo tentando enxergar nas pontas da máscara. Não teve jeito, tinha que fazer isso. Alaguei a máscara e consegui desalagar... agora fiquei bem tranquila em repetir o processo, haha. Agora meu mergulho ficou muito bom!!!! Puta experiência!!! Primeiro mergulho internacional!!!!
ADB1C9AF-CDB7-46A1-A175-B54C6C180FE1.jpeg

AF72CFE6-7B48-45F3-8E15-E2602395AD57.jpeg

3D34102A-9705-4199-AB4B-5173AAB92E24.jpeg
C7DBC799-F489-48E6-BDC7-D9671C087895.jpeg

5D0C7FD4-EB69-4809-8789-817915A4760C.jpeg

09904B55-5C23-4025-B0E3-2F080D6AC4F8.jpeg

3FA43639-5F8A-44E4-A908-81082DA1CC2C.jpeg

Depois de carimbar meu log book voltamos pra nossa área no beach club. Hora de pedir uma comidinha e bebida. Eu ia fazer stand up paddle mas depois do mergulho fiquei com preguiça. Só queria curtir aquela praia as much as I can.

78E97806-1236-4C79-AFD6-2FB1BA5431B4.jpeg

FEA7D4F8-07A4-409D-8836-215BDA045ED6.jpeg

F5023F0C-08CE-4806-8C5E-109E7BBDA161.jpeg

63136541-7BAF-47B4-B74C-A4B15E448784.jpeg

Ok, final de tarde as pessoas começavam a ir embora. Saímos em torno de 16h. Na saída tinha uma fila de táxi. O táxi até 4 pessoas custa $17 cada trecho. Não, ninguém vai querer te passar a perna. No Mexico as coisas funcionam assim. Pouco depois chegamos no porto. Delícia de dia em Cozumel! Até a próxima!

Voltamos pro navio e fomos cumprir a missão: academia! Foi só tomar uma ducha e pronto, bora fazer hiit. Dez tiros de trinta segundos por 1 minuto de descanso. Mais uma missão cumprida!

C7DF306A-759D-474E-AE85-2178E61EE110.jpeg

Fim de treino, corre no sun deck pra ver o pôr do sol!

EA8F90A7-13D1-4E43-9F2B-DFB82ADF45EC.jpeg

Agora era tomar um banho rápido e ir pra noite do “tudo a dez dólares”. Nem ia comprar nada mas acabei comprando, haha. Pegamos uma “pizza aperitivo” no Sorrentos e fomos pra mais um show no gelo.

Hoje geral estava com um sono absurdo. Subimos no Windjammer pra jantar. Aquele jantar formal estava fora de cogitação. Foi só comer e apagar!

Publicado por Akemi Nomura 15:23 Comentários (0)

Allure of the Seas 2/6


Visualizar 2018 CARIBE e EUA no mapa de viagens de Akemi Nomura.

Dia de navegação. Imagina você de férias num mega cruzeiro no Caribe. Depois do primeiro dia no navio você imagina que vai dormir até tarde. Só que não! Fomos logo cedo pra academia. Pouco antes das 7h estávamos lá. E a academia estava lotada! Gezuis! Povo doido... haha.

4B89FDF8-E482-48B7-891C-1DCCD287313A.jpeg

Bom, compromisso cumprido, dia de fazer nada! Mas antes, café da manhã. Ovos com bacon, pura proteína. De quebra um café pra acelerar o metabolismo com um pouquinho de leite, ou seja, mais proteína. Quem diria que meu café da manhã seria tão pobre de carboidratos, ainda mais nas férias.

Agora o sacrifício era ir pra piscina esperar a hora do almoço. Na “nossa” piscina estava tendo aula de mergulho. Depois teve hidroginástica. Teve um intervalo que deu pra entrar na piscina mas eu preferi a jacuzzi. Mais uma aula de mergulho e a piscina ficou livre de novo. Aí era aquela história, era ficar entre a piscina e a espreguiçadeira. Aí teve uma aula divertida de aqua fit dance. Era bem animada e a seleção musical era ótima.

9AC0D87F-D84B-4060-99AB-DF4C27948299.jpeg
352725CD-E758-47E4-B59E-5D9DE9E7F826.jpeg

749A6D3F-78DB-4E2D-A6C9-480FD3223D99.jpeg

C67F0BB0-4BC6-4F7B-9637-36FE8E4718F9.jpeg

Era hora do almoço mas meu café da manhã mega proteinado não me deixou com fome. Fiquei só acompanhando a aula de fit dance na piscina que estava ótima. Depois cedo à tentação e fui no Wipeout pegar batatinha, nham nham.

C89670A0-DC96-4EF8-B072-20A56D6AD0E9.jpeg
3D26C76C-1F4F-4D7F-B6DE-A960921CD311.jpeg

263590C3-D155-4A46-816F-45CF66181C2F.jpeg
A0DEF3EF-51DB-456A-A6F3-0F66ABC98BBB.jpeg

1E1EB9E0-F0DB-44DC-AB2F-02D192D2B69A.jpeg

Esses corredores do navio não tem fim.

13428461-42E7-4182-8D96-856DAC2D774D.jpeg

E nessa enrolação já eram 13h30. Fui na cabine tomar banho para ir no show do Mamma Mia. A produção é muito boa mesmo. Acho que americanos são imbatíveis na área de entretenimento. Ô povo que sabe produzir coisa boa. A peça me lembrou do show que fui em Sydney só com músicas do Abba. Ah, claro que foi inevitável lembrar da Grécia.
A9B7BFD2-9E76-4526-BE4B-C81B205624CF.jpeg
9D81220E-9C45-4997-8B22-8648838FE615.jpeg

32D7B0BD-859D-4353-80BB-AA300688B6DE.jpeg

Saímos de lá e fomos na piscina procurar os dois. Eles já tinham vazado pra jacuzzi. Como já tinha tomado banho decidi ir “perder” os $10 no cassino. Mas antes parei no Wipeout pra comer uma saladinha. Descendo no deck 4 passamos na entrada do Studio B onde estava tendo uma apresentação de dança no gelo. Pegamos pela metade mas ok! Meu, mais um espetáculo.

E7C8975B-AB80-43F1-8BFC-8CAD38E6F93D.jpeg

04BFF1FF-0678-45A4-BB2A-BF6253CD4DF9.jpeg

C331CC04-07FF-4953-9298-8B352DED71F7.jpeg

Depois fomos no cassino. Cassino pra mim tem que ser brincadeira. Depois que eu perdi os trumps eu parei imediatamente. Eu acho muito viciante isso, é um troço que tem que tomar cuidado.

00D427E2-47F7-405D-8A18-AC0F3F4A47B7.jpeg

Saindo dali encontramos os dois no Studio B. Como tinha tempo ainda fomos na vendinha que estava tendo no deck 5.

Voltamos pro Studio B pra ver a apresentação do gelo completa dessa vez. Foi só pra confirmar que é um show mesmo!

8E8053EE-9E10-44EE-BFAF-C68A31DFCA3E.jpeg

Saindo dali passamos pelo Promenade no deck 5 e paramos no Sorrento’s. É gente, a janta hoje foi pizza. Perdão Dr Roger!

Fomos lá no Boardwalk. Dessa vez o show era o Ocenarium. Acho que nem preciso dizer que foi outro espetáculo pra se bater palmas de pé né? Dois mergulhadores faziam o salto mais alto e um deles é brasileiro. Orgulho!

8EFE9EE4-DF4A-476F-BCBB-4732843CDD9C.jpeg

C49EA57B-1207-49D5-9064-3467CF68F4AA.jpeg

Passou das 21h os early birds já vão se recolher. Amanhã tem a primeira parada!

Publicado por Akemi Nomura 7:15 Comentários (0)

(Textos 1 - 5 de 316) Página [1] 2 3 4 5 6 7 8 9 10 .. »