Um blog do Travellerspoint

Jeffrey’s Bay x Plettemberg Bay

sunny 23 °C
Visualizar 2018 Africa do Sul no mapa de viagens de Akemi Nomura.

Hoje o clima estava mais agradável que ontem à noite. Eu estava com receio de ficar com frio, mas arrisquei ir com uma calça só pq o clima estava melhor. Estava com medo de sentir frio e com medo de passar calor. Fomos tomar um café da manhã na parte de cima. Os anfitriões daqui são ótimos. Super simpáticos e caprichosos. A guesthouse é super jeitosa e tem uma vista linda. E ainda deram um lanchinho pra gente levar pro parque.

71BAFCF3-BFDE-4180-A39A-3DAD3C3F38BE.jpeg

Pegamos estrada para Tsitsikamma. O parque é meio que parada obrigatória pra quem está na Garden Route. Na entrada uma placa já o definia como o jardim da rota jardim. A entrada custa R218 por adulto para visitantes internacionais. Tem um formulário pra preencher na entrada e pronto, segue as placas. Tem uma vista bem bonita.

239C61B3-4A73-4A32-B88C-2554623C39F2.jpeg54A57ED1-47CD-4742-937F-F38816121229.jpeg680C4FAF-E1DF-4096-A9FC-F234DF72D2FD.jpegC3C1350F-1FB5-430D-BA7C-EF6FB698F18C.jpegABBE79A8-A609-4F0E-98A0-D4FD78823EE1.jpegD7020573-45C2-41DE-964A-A5A40E8C843E.jpegE5EFE3B5-6381-4F5A-B474-4243132FB681.jpegCA7C852B-3BA0-48C2-898C-E4625F637655.jpeg28455AC5-10D4-4C14-8AB9-EF1EC75589FB.jpeg

Chegando no fim, estaciona e segue o fluxo. Essa rota tem cerca de 1km e nível fácil. É a parte mais famosa do parque por conta das pontes suspensas no fim. Não estava tão frio como imaginei, cheguei a sentir calor. É um lugar bacana pra ir, sem dúvida. Talvez num dia de sol ficasse mais bonito ainda. Mas preciso confessar, não superou os cânions. Mas não deixa de ser bonito. Passando na última ponte suspensa o Junior foi tirar foto nossa, depois Rosana foi pular na ponte, meu amigo, saí correndo... hahaha. Sou muito lesa mesmo. Fiquei com medo daquela ponte balançando, admito! Kkkkk...

DB36B5C0-81FD-49F0-833A-8872E83F568C.jpeg8A6C33C0-2DC9-429F-B98B-92451F7F1FD7.jpeg6CFCD193-DDB3-4EDB-B2E1-9D088F2FD2A3.jpegD7D49059-6CDD-4DD3-B954-E7859CA073C8.jpegCFAE2A4E-B044-4A2E-AAA4-41E7F5EC8A46.jpeg46A881F8-5913-43DD-AE76-E3744828D5F3.jpeg2658F7B1-F1DC-4248-9A59-5C8759C04E8C.jpeg5111AB0C-C36F-4CB0-8329-95244B4D11F4.jpeg27FE712B-8562-49BA-A4AB-93FD5ABD2541.jpeg6500B029-F48B-4C6F-B406-C53ECF1C2CA6.jpeg3E34B0DF-8F5A-4793-86F4-7EB9F83E32DE.jpeg48C60EB5-0015-41F0-895E-88D90C6F5B00.jpeg8E955B7B-1C0E-425A-8C64-CBF87591D038.jpegBB3687EB-A3E5-48BF-A2DA-CA6958DEAA48.jpeg4F9F652A-9364-40D2-8692-27DF9B85EA64.jpeg

A volta deu uma cansadinha nas escadas. Mas já subi escadas piores. É só parar um pouquinho pra respirar e pronto. Saímos dali e fomos na Big Tree. É um pouco antes da entrada do parque, como a gente passou sem querer, voltamos um pedaço. A entrada custa R39 por adulto. Segue a trilha verde e você chega em dias árvores enormes.

694DE426-56B1-4234-8478-A650573E4072.jpeg319A0158-8508-4993-8F3B-126A3407F01D.jpeg19AAD2D5-FF04-4FBD-8FEB-835B24FD0AF3.jpeg660CADA6-99BF-428B-8121-F1AD3934C5F8.jpeg2BCC86C2-D398-407C-B44C-FBB3AF95BACA.jpeg3F3F5F79-3CFD-4309-AB7A-CA3F2940E570.jpeg8DDEF582-6B24-4361-B383-9014AFE70FB6.jpeg

Depois fomos atrás da rota amarela e da famosa Outeniqua Yellow Tree. A trilha é mais longa mas não é difícil. O problema ali é a má sinalização. Falta informação no caminho. A gente seguiu os instintos no meio da mata fechada e pronto, Rosana ficou com medo por conta do horário, a gente já tinha andado muito e sem ter muita noção se estávamos perto ou não. Ela olhou pra minha cara e eu disse que ela já sabia o que eu pensava. Sei lá, eu assisto Investigação Discovery, vai saber... haha. No fim fizemos uma boa trilha no meio da mata e agora posso comer batata frita sem peso na consciência, hehe.

33BA6BBA-C269-4F66-AE3F-16A9F3E25559.jpeg37FE8B0E-7BDD-40F9-BCCF-620071F87079.jpegD0455F7F-0390-4C68-92EC-C5C49A604737.jpeg18C181EA-08EA-4EC7-BE75-23E4F39A3246.jpeg670C67A0-6A2A-45FA-9DBD-477BB8D92E29.jpeg

Partimos pra Plettemberg Bay. Estrada excelente e paisagem lindíssima. Eu realmente tinha uma ideia muito estereotipada. A África do Sul só me surpreendeu positivamente desde que chegamos. As cidades, as estradas, a organização, a receptividade, tudo muito acima do que esperava. Digo uma coisa fácil, até aqui a Africa do Sul está muito mais padrão europeu do que sulamericano. Impressionante!

67AE0CFC-6973-4801-B33E-8C669B8B9BDD.jpeg82AD412F-1BFC-4396-8BC7-DC78B0020543.jpeg

Chegamos em Plettemberg Bay por volta das 16h30. Chegamos na guesthouse esse horário. Mas como tínhamos marcado às 18h resolvemos ir “almoçar” primeiro. Junior tinha tentado falar com nossa hostess mas ela não atendeu ma hora. Enquanto ainda esperávamos lo um email da guesthouse de Jeffrey’s Bay de que alguém havia esquecido um ipad lá. Adivinha que fui? Putz, que m****. Puta peso na consciência voltar lá.... Quando estávamos no restaurante ela ligou e combinamos 18h30. Comemos tranquilo com a lua cheia nos observando. Poético não? Hahaha. E tome carne com batata frita.

Voltamos pra guesthouse e o marido da hostess nos encontrou na porta. Aqui eu acho que eles tem um ou mais apartamentos e alugam no esquema do airbnb. O apartamento é bem ajeitado, limpinho, espaçoso, enfim, vai nos atender perfeitamente. Junior tomou um banho pra energizar e fomos nós pra J Bay de novo. Foi mal aê galera! Minha culpa, minha maxima culpa. Gastamos umas 3h nesse bate e volta. E já que estávamos em J Bay, bora ver a lua cheia em Supertubes?

D5D57ED2-03ED-429E-93D4-4A3806ECCCC1.jpeg8490ABA4-7167-49AE-AEC6-3C9004249170.jpeg

Publicado por Akemi Nomura 11:18 Arquivado em África do Sul

Envie por email este textoFacebookStumbleUpon

Índice

Seja o primeiro a incluir um comentário sobre este texto.

Comments on this blog entry are now closed to non-Travellerspoint members. You can still leave a comment if you are a member of Travellerspoint.

Informe abaixo os detalhes da sua conta no Travellerspoint

( O que é isso? )

Se você não é ainda um membro do Travellerspoint, inscreva-se grátis.

Inscreva-se no Travellerspoint