Um blog do Travellerspoint

Roma x Maranello

sunny

Bom dia! Adivinha quem me tirou do sério hoje logo cedo? A TIM! Gente, esse povo não explica direito as coisas, é f*** viu? Levantei cedo, tomei café e fui no Termini antes das 8h. A loja da Tim ia abrir ainda. Esperamos um pouquinho e expliquei que o plano não estava funcionando. Bom tive que vir três vezes pra entender que eu tinha que desativar o Imessage pq senão ele consome os cinco euros de crédito e o plano não funciona. Mas pelo menos dessa vez deve dar certo. Já desativei o imessage de geral pra não correr riscos. Vida renovada!

Ah, sobre o hotel eu curti. Bem arranjadinho, café da manhã com boas opções e a comodidade de estar do lado do Termini pra pegar o trem no dia seguinte. O hotel chama Aphrodite. Seguindo então voltamos do Termini e paramos no supermercado pra comprar água. Mamãe aproveitou e deu uma geral. Voltamos pro hotel pra fazer o checkout pra pegar o trem. Era só atravessar a rua e em dois palitos estávamos lá. Chegamos até cedo mas era melhor esperar lá do que sair correndo. O binário demorou um pouco pra aparecer mas assim que apareceu já pegamos nossos lugares no trem. Era o Frecciarossa, o trem de alta velocidade. Foram 387 km em 1h55. Pouco antes do meio dia chegamos em Bolonha.

DB2E1CA1-4240-4EF3-A4A4-1364DD982E9D.jpeg22632C0E-1B33-4135-AB4A-9856C825303A.jpeg7D25A4E6-0295-4859-AF3D-63EAC552E6DF.jpeg79D96492-3DB2-49A0-9151-B35A7CFD573B.jpeg5803F9D4-8FC1-45AE-B987-2ADE94F23797.jpegi

O primeiro passo era pegar o carro. Alugamos pela Hertz e um Station Wagon serviu bem. Saímos com o carro e encaramos o primeiro problema de uma cidade italiana. A tal da zona de trafego limitado. Povo, não pode entrar nessa região viu. Leva multa! E o euro tá caro! Toda hora aparecia essa maldita placa. Levamos o carro até onde dava e depois fomos andando. Eram só seiscentos metros e a gente ia comer macarrão né? Então bora caminhar um pouquinho. Afinal vir pra Bolonha e não comer um macarrão a bolonhesa não rola...

67B90ACD-FD76-4073-A742-974847E3E593.jpeg779BA4F9-B672-4132-9DC0-793EC6491031.jpeg

A pedida foi por um restaurante bem cotado no Tripadvisor. Chama Osteria dell’Orsa. Gente, não sei se é feriado em Bolonha mas a cidade estava vazia. O trânsito estava sossegado. Chegando na Osteria parecia que todo mundo estava lá. Tava lotado! Fomos pro “porão“ que é onde tinha mesa. É daquelas compartilhadas, sabe? Mas até que na nossa não sentou ninguém. O atendimento demora um pouquinho, tipo, Itália né? O atendente também é fã da cultura brasileira inclusive com tatuagem do quadro da Tarsila do Amaral. A comida veio rápido. Também a gente pediu o clássico talharim a bolonhesa. E vou te falar, gostei viu? Massa fresca, molho saboroso, boa quantidade e o preço? €6,5! Ridiculamente barato! Recomendo! Anota aí pra não esquecer: Osteria dell’Orsa.

437D70C8-7016-4B15-B2B1-A4D890CA9B15.jpeg7830B050-E347-4E5F-8761-9BCB07247C93.jpeg

Saindo de lá a cidade era quase uma cidade fantasma. Pouca coisa aberta. Inclusive nem rolou gelato. Até tentamos chegar em um mas toda hora caíamos na maldita zona de trafego limitado. Ta a irritando. Pegamos a estrada e fomos pra Maranello.

FD7F2195-4C51-470D-9C03-D5E62B86147E.jpegFC415ADA-19AD-42D6-A484-1A573359A05F.jpeg

Chegando na cidade quando vi o cavalinho da Ferrari meu coração acelerou, haha. E de imediato olhei no retrovisor e uma Ferrari vermelha me seguia. Gente, que coisa linda. E entrando na rotatória demos de cara com uma das entradas da fábrica da Ferrari. Muita emoção! Hahahahaha. Chegamos no hotel e o que tinha logo embaixo dele? A loja da Ferrari! É muita overdose num dia só. Daí em diante apareceram Ferraris de todos os cantos. Que máquina!

Aí você pensa, com tudo isso você correu pra uma das atrações da Ferrari, certo? Errado! Irmã tinha esboçado a vontade de ir numa fábrica de aceto balsâmico de Modena e de queijo. Primeiro fomos na Acetaia Giuseppe Giusti. Essa acetaia está na família por 17 gerações desde 1605. O ideal é fazer uma reserva, mas fomos bem recebidos por Eleanora que nos guiou numa prova de acetos, nos explicou da produção de cada um, experimentamos os premiados e deliciosos acetos e ela ainda nos guiou na armazenagem do produto e no museu. Claro que por fim a visita acabou na loja. E não tinha como sair dali sem comprar nada. A visita não era cobrada mas acabamos deixando uns euros por ali, haha. Acetaia Giusti aprovada!

50039508-CE34-4006-91DB-10D502DFC316.jpeg29E6F85C-D0AC-4B47-9B3F-CF0A8E4D4D4D.jpeg863B7147-2CD1-48B3-884A-53640B1B5CB0.jpeg44002381-D510-40B3-BDAA-B70A81F79F70

44002381-D510-40B3-BDAA-B70A81F79F70

06CB5DF0-BCD4-4D61-9C75-9FAECF96CA61.jpeg635ABACF-244E-4799-B600-B370DF15EBFD.jpegFE640774-91FE-40DA-9CDF-6ADB8EDF9DD4.jpegA5D6A0D1-83B0-4F77-97F8-3A69433096A3.jpeg7897BDD2-88DF-411C-BBEE-E1A97DABD3C2.jpeg411B5458-9DB5-4261-971A-45F247D48D6D.jpeg

Dali corremos na fábrica de queijo. Infelizmente pelo horário não íamos conseguir ver a produção mas a lojinha ficava aberta até 19h30. Essa região é famosa pela produção do queijo parmesão. Fomos na 4 Madonne muito bem qualificada no Tripadvisor. Aconselho a quem quiser vir nessa fábrica reservar uma manhã pra aproveitar a visita na fabricação. Mas valeu! Compramos uns queijinhos, uma panacota e um iogurte que estavam ótimos.

979EC4FA-DFB7-4664-BBCF-1452D7024CF3.jpeg89105D3B-EEA3-42A4-9E28-07A816E21628.jpeg

Voltamos pra Maranello. Fomos explorar a região. Logo abaixo do hotel tinha a loja da Ferrari. Gente, paixãozinha cara desse povo. Pouca opção pra menina mas.... não é pra tanto, hahahaha. O euro tá cinco conto amigo! Eu hein.... fiquei tirando umas fotinhas até descobrir que não podia tirar, mas ninguém me avisou antes.

B62FC937-813B-4E59-B1C6-25CB6011A89B.jpegA2E157E0-C8C0-41F9-899E-EA1450718ABE.jpeg2C9A4139-CF07-4646-9CE1-E83D07C1A151.jpegA64834CC-C467-4500-8DA5-B35F9F37F4EA.jpeg64491FC8-65C7-4F91-B02E-915512E8F88E.jpeg9EEFB9D9-7A57-496B-AF35-760D6F779D57.jpeg

Logo em frente à loja fica uma das entradas da fábrica. Mas essa é especial porque é a entrada original da fábrica quando fundada em 1947. Foi aqui que tudo começou. A gente tirou a foto sem saber do contexto histórico dessa entrada. Ficamos sabendo depois. Mas ela tinha um charme peculiar.

098CAA35-6C34-471A-923C-9208D75CBA50.jpeg8C527FBB-C08B-49EA-AEF0-31DF480EDA67.jpegECCB6CD7-ECCE-43B9-B5CD-183C9149EBB9.jpeg

No outro lado do hotel tinha um prédio bem bonito da Ferrari também. Também ficamos sabendo depois que não era apenas um escritório da Ferrari. Era o departamento de corrida. Ali era concentrada toda a parte de desenvolvimento e produção da parte de corrida. O prédio tem dois subsolos onde fica a parte mais “secreta” de todo complexo da Ferrari.

841C286C-7943-44CC-8736-B3D037058837.jpeg786D30DB-EB9C-4583-9D74-805564882031.jpeg

Fomos então mapear a região que a gente vai conhecer amanhã. Andando uns 200 m chegamos na Push Start. É por essa empresa que faremos o test drive amanhã. Logo na frente fica o Museu da Ferrari. E ficamos por ali pra curtir um pouquinho a vibe.

B5D055EE-3C1A-415B-BEDF-1F97F0CFE775.jpeg057D8D90-C0EF-4842-A196-E351B597CD26.jpegFBF2BF83-3D34-44DF-B8D2-FC41FD246607.jpeg3FC6BB69-D8A3-4F73-A5BC-D208D1C07C01.jpeg3A24769C-0FD5-4CA4-8730-2D6E287E337B.jpegB74B2279-3224-4900-B012-1D2C4BA9EADB.jpeg70E0DA04-FB5B-4E8D-BEF0-563F83D9D8EB.jpeg362445B1-2BBF-498E-BEBB-0FED267B2892.jpeg

Voltamos pro hotel pra descansar um pouco. Estava cedo pra jantar e a pequena Maranello já estava fechando as portas. E quando o céu escureceu eu me dei conta que dava pra ver por dentro de uma parte da linha de produção da Ferrari. Gente, a vista da sacada é a fábrica da Ferrari. Puxei meu super zoom e dei fucei um pouquinho da privacidade da Ferrari. Já estava imaginando a contra inteligência da Ferrari me identificando e vasculhando o apartamento, hahaha, louca.

B3E73278-4285-47F1-9C02-CE647A31C14F.jpeg543318C1-69A8-4E8C-AEC9-3FC1266294DF.jpegD80AC838-8FA0-4576-A109-7196B6AABF2F.jpegDCFFAB77-BEDC-4D97-B70B-C7A2EC8FB752.jpeg32E8AECB-6C99-4BD3-8F46-1AA6CF6FA428.jpeg830ACE78-1533-4590-AECF-3D82DCA9D58D.jpegC7335C70-1469-44AC-848B-6873FBC39BB2.jpegDFB00B79-1569-419D-AF64-E0EAC98B3988.jpeg425ABA7C-5E2E-4C6A-8183-8EFA54F0B273.jpeg853F44C3-B8A1-47B5-938E-CA5DB65BB851.jpeg

Fomos jantar no Retrogusto. É o restaurante número um no Tripadvisor em Maranello. É um restaurante mais sofisticado, ao contrário do restaurante do almoço que era mais roots. Eu e irmã dividimos uma carne e uma salada e mamãe e Okis pediram um prato “surpresa”. Vinha uma entrada e uma massa. Estava tudo muito bom. Na volta paramos numa gelateria pra fechar a noite.

Ufa! Até que foi produtivo hoje! Até amanhã! Maks umas fotinhas da noite em Maranello!

Publicado por Akemi Nomura 0:14 Arquivado em Itália

Envie por email este textoFacebookStumbleUpon

Índice

Seja o primeiro a incluir um comentário sobre este texto.

Comentário com:

Os comentários precisam ser aprovados pelo dono do blog antes de serem mostrados.

Necessário
Não publicado. Necessário
Leave this field empty

Characters remaining:

Informe abaixo os detalhes da sua conta no Travellerspoint

( O que é isso? )

Se você não é ainda um membro do Travellerspoint, inscreva-se grátis.

Inscreva-se no Travellerspoint