Um blog do Travellerspoint

Jalapão - Dia 01

Expedição no Cerrado

sunny 35 °C
Visualizar 2022 - Expedição Jalapão no mapa de viagens de Akemi Nomura.

Jalapão dia 01
Bom dia, meu povo! Já passou da hora de viajar pelo Brasil. Nada como uma pandemia pra estimular a gente a conhecer nosso país (que é lindo, por sinal).

Chegamos ontem em Palmas e não deu tempo de fazer muitas coisas. Organizamos as coisas do dia seguinte e fomos na Praia da Graciosa. A praia da Graciosa fica no lago de Palmas, formado após a construção da hidrelétrica. A região da orla tem uma excelente estrutura com bares, restaurantes, quadras de esportes, eventos culturais, música ao vivo… Jantamos no restaurante recomendado pelo motorista do Uber, o Dona Maria Beach. Tava muito gostoso. O ambiente estava muito agradável mas decidimos voltar pra descansar porque a jornada começava cedo hoje.

Pra variar, acordei cedo! Ficamos hospedadas no hotel Ceu Palace. Gostei do hotel, novinho, bem arranjadinho, com acessibilidade, staff cortês e o principal, deram um saquinho com um pedacinho de palha italiana… haha. Adorei! O café da manhã era satisfatório, tinha tudo o que eu preciso. Recomendo e na volta vamos dormir aqui de novo!

Um pouco antes das 8h o nosso guia Raimundo chegou no hotel. Nós optamos por um passeio exclusivo pq quando fechamos a ômicron estava bombando e bateu aquela insegurança de carro cheio. Graças a Deus as coisas melhoraram. E olha, ainda gostei de opção do passeio privado. Deve ficar muito apertado 7 pessoas no carro, misericórdia! Aqui vamos nós três com bastante espaço. Como diria Rosana, se não for pra pagar o meu conforto, tô trabalhando errado. Partiu Jalapão e que comecem os jogos!!!

SLZH2461.JPG

Uma eternidade pra sair de Palmas, senhorrr!!! É tudo muito espaçado as coisas aqui, sabe? E depois vem a estrada de terra… misericórdia! Paramos na pousada pra deixar as malas, fazer a trouxinha do dia e seguir caminho. Tome 31km de saculejo! 7km antes nós paramos no restaurante da Dona Almerinda. Um lugar simples, comida caseira, muito simples e gostoso.

Depois fomos para lagoa do japonês. Perguntei o pq desse nome. O Raimundo, nosso guia, disse que ali era uma propriedade privada que pertenceu a um japonês. Aí ficou conhecida como a lagoa do japonês. O japonês já vendeu o local faz tempo mas o nome ficou. O atual proprietário explora o lugar, aluga colete, sapatilha, tem restaurante, cobra até pela internet. A entrada pra gente foi R$40 por pessoa, mas está incluso no pacote. Quem vai com empresa acho que sai mais barato. Decidimos ir de barco até a gruta, que é o lugar mais bonito da lagoa. E olha, é mesmo. É um azul de tirar o fôlego. As formações rochosas compõem o visual. Confesso que olhava pra aquelas pedras e não conseguia deixar de pensar em Capitólio. Mas como meu primo geólogo disse que o perigo é em época de chuvas ou logo depois, estava tranquila. A água estava um pouco fria no começo, mas não a ponto de me impedir de entrar. No final, ficou uma delícia! O lugar é realmente lindíssimo!

IMG_4615.JPGIMG_8170.JPGIMG_6993.JPGIMG_4599.JPGIMG_4603.JPGIMG_7008.PNGIMG_8169.JPGIMG_8168.JPGIMG_4604.JPGIMG_6990.JPG

Saímos da lagoa às 15h30. Fomos direto para pedra furada. Esculpidos na rocha de arenito em meio ao cerrado, os buracos permitem cenários espetaculares para apreciar o entardecer e, claro, fazer muitas fotos! É o lugar ideal para aquele retrato inesquecível do Jalapão. Do alto da Pedra Furada, é possível ver a imensidão da região e acompanhar o sol se pondo até o último segundo. Não vou saber dizer quanto é a entrada pq estava tudo no pacote. Ao entrar, a gente caminha pouco mais de 500m e chega no primeiro “furo”. Depois dá a volta por trás, sobe (subida fácil até pra mim), e vem o segundo furo. Tem que planejar a subida direitinho pq forma uma fila pra tirar foto no buraco e se vc chegar muito em cima da hora perde o por do sol. Daí é só curtir o por do sol e a paisagem deslumbrante!

IMG_4643.JPGIMG_4662.JPGIMG_4719.JPGIMG_4711.JPGIMG_4648.JPGIMG_4634.JPGIMG_7001.JPGssss.JPGCapturar.JPGCapturareee.JPG

Voltamos pra pousada meio esbagaçadas, haha. Acho que a lagoa me cansou. Tomamos um banho e nos levaram pra jantar. Era um lugar simples, como em toda cidade de Ponte Alta, com comidinha gostosa. Tinham vários grupos lá jantando. Depois voltamos, conversamos com o Oziel, dono da empresa, e fomos descansar….

Publicado por Akemi Nomura 15:30 Arquivado em Brasil Tagged #brazil #brasil #jalapao

Envie por email este textoFacebookStumbleUpon

Índice

Seja o primeiro a incluir um comentário sobre este texto.

Comentário com:

Os comentários precisam ser aprovados pelo dono do blog antes de serem mostrados.

Necessário
Não publicado. Necessário
Leave this field empty

Characters remaining: