Um blog do Travellerspoint

Estados Unidos

Santa Cruz x Monterey

As ondas mandam em minhas pernas...

semi-overcast 23 °C
Visualizar 2015 Califórnia no mapa de viagens de Akemi Nomura.

Acordei às 5:40 liguei a TV e fiquei de bobeira. Uma coisa me chamou atenção, na hora da previsão do tempo do jornal passou a previsão do tempo para os surfistas. A Califórnia é realmente um point do surf.

90_209348219E471BCB00C7CDBB517E000B.jpeg

Gente, tomei café-da-manhã hoje. Nossa, não sei se é porque eu estava há muito tempo sem tomar café da manhã mas eu achei muito bom. Tinha de tudo um pouco. Tomei um café da manhã reforçado e voltei pro quarto pra curtir preguiça. Catei uma bananinha pra mais tarde porque já viu, né? O dólar está R$4,mrsrsrsrs. As coisas aqui na cidade são devagar, não adianta correr pro Boardwalk logo cedo.

Fiz o check out e fui direto pro museu do surfe, no alto da West Cliff Drive. Mas a ideia nem era entrar, era a paisagem. O museu é tipo uma lighthouse pequena. Descobri que foi aqui que o surfe chegou no continente, por meio de três príncipes havaianos. Tá explicada a força do surfe na região. Santa Cruz é o berço do surfe continental. O mar estava relativamente calmo, mas próximo às rochas quebravam ondas fortes. E os caras surfam aqui, bem rente às rochas. Inclusive pulam da rocha direto no mar. Muita loucura! Muito legal! Você vê desde moleques aos mais velhos, pai e filho. E fiquei lá vendo os moços surfando pra lá e pra cá. Super curti! Os caras são phodas...

90_209EFA61E7FDF58391E7D0F346C6FEA7.jpeg90_20A0B6D2AB261F6758D865ED6DA3AF43.jpeg20A26BE5C2160642BC18E44CEE6B18A3.jpeg20A440A29F29BF6676C4833FCD35B6EA.jpeg90_20A53B6A9C5EB3A6D8C0D0F279F964E7.jpeg20A72526E6DB3039F9617629BCD82C6C.jpeg
20E5C961BAC3F52E1CA3429FD201A5A8.jpeg90_20E5798D9C7FF48CBE933248D9E7EBF9.jpeg20E6D0E0A126235FC50E267796F06A65.jpeg20E7E83BADC48B041AC61477F34AF08A.jpeg20E8325002B069FB445C9175AFDE9F73.jpeg20E8DF24E12702AA96BD0C6978A3323B.jpeg20E99279B8E1686CA5A2E2CD3A700DBB.jpeg20FB1554C437A0380593104F46AD0193.jpeg

Pausa pra música do dia. Um hino do esporte californiano. Fundo musical perfeito pro cenário. O tempo passou, mas a vibe é a mesma... Beach Boys...

Agora, vou te falar. As pessoas gostam de se colocar em situação de perigo. E pior, se acontece algo, colocam outras pessoas em perigo para socorre-las. Na primeira foto você pode ver na pedra da esquerda leões marinhos curtindo um solzinho. Já na da direita, você pode ver idiotas. Sim, eles pularam a cerca de proteção pra chegar ali.

210B101ACD3BC85EDB37C6311DBB08C8.jpeg210C1D6DAED37156241BE4302F20E159.jpeg

Saí dali e desci pro Boardwalk. É um mega parque de diversões à moda antiga na frente da praia. Ou melhor, bem antigo. Pra se ter uma ideia, tem uma montanha russa construída em 1924. No passeio de madeira toca uma música vinda de um órgão de 100 anos. Os cavalos do carrossel foram esculpidos em 1911. Enfim, é antigo. Tudo daquele jeito coloridinho. Estava bombando hoje. O pier na praia é bem característico dos Estados Unidos mesmo. Eu estava me sentindo uma paulista na praia usando tênis, hehehe. O sol esquentou e eu fui seguir meu caminho.

211848EAE3960F8FFC64416172C08D20.jpeg2119218AFED22F628BB2A272B363B082.jpeg2119EA64C078CCE90DC4732D4A516D37.jpeg21200BDBFD267B95EADCEC943F71D397.jpeg2121F561C70664033B16716DE526F917.jpeg21237C52DADE3A6403F632F0FA341CA2.jpeg2125451A9BE9440650FE3D3776F7F7AA.jpeg21312A33A3AF2E61B4E18C3B2D1CB1D9.jpeg

Tive um pequeno contratempo com o GPS que me custou 8 milhas. Que ódio! Tudo pra dar uma parada na Macy's de Capitola. E não valeu a pena. Tracei então no GPS uma Target mais perto de Monterey e fui. O trecho de Santa Cruz até Monterey não tem muita graça. Dizem que de Monterey em diante é o melhor. Na Target já comprei duas refeições, cada uma por US$3. O bom de ficar nesses motéis é que tem microondas e frigobar. Então comprei aquelas refeições prontas estilo healthy choice. Acho que vou conhecer todas as Targets da costa da Califórnia, hahahaha. Fechei os olhos pra Ross, tinha traçado que iria direto pro hotel. Tinha coisa pra por na geladeira. Mas não deixei de entrar na vibe do Halloween na Target, hahaha...

90_21424075BAB40D20D79EBB7D740F9574.jpeg90_2140AC25AB8C9A85D7F6844DF1A192F0.jpeg

Gente que bonitinho é esse hotel. É tudo aberto, sai do quarto e já está na rua praticamente. Psicopatas do ID diriam que é o cenário perfeito, haha. Essa avenida tem vários motéis um do lado do outro. É Surf inn, Comfort inn, Holyday inn... E um shopping pequeno aqui perto. É simples, mas bem confortável.

214A131DEA9214A307D047CECFB5876A.jpeg214B04EFE8CD547840DFA6C9377ED003.jpeg

Ok, vamos pra Monterey. Se eu perguntar qual a capital da Califórnia, Los Angeles ou São Francisco, você vai me responder Sacramento, certo? Certo! Muito bem! Agora você sabia que Monterey já foi a capital da Califórnia? Não? Nem eu, hehe. Quando a capital passou pra Sacramento, em 1848, Monterey passou a ser uma cidade de pesca. O Fisherman's Wharf é o antigo centro da época da atividade pesqueira e hoje reúne lojas e restaurantes.

215E5674E87A52234859C7D583CC4DF6.jpeg215BCDACBCA35556C0A6FEF0661DE620.jpeg215C883EEF8A83150369B162DD40DD5A.jpeg215D6CD9DCA6E922FB33B8564A323FBA.jpeg2161B9CCCBA4B76E3D79A7BDA20DEF9C.jpeg90_2162CAE9067D36DE7775E081F2EAFA6F.jpeg217C717AF7B258E90DA53600D4E368A2.jpeg21844FBCDB5C5EF7B557886A360A8E54.jpeg217E3CB6CD132092D55965DFA8047C5B.jpeg180_217F7FFDA7E077B2D50E1C5F673A1A84.jpeg

Estava eu saindo do Fisherman's Wharf quando vi uma "pedra" diferente no mar. Olhei de novo e se mexia... Oi? Parei e fiquei observando pra ter certeza que eu não estava doida. Puxei o zoom e pronto, achei! Olha ela ali. De acordo com a criancinha do meu lado era um seal, uma foca. Também acho que é, dava pra ver até o bigodinho... Que fofo!

2190C933FFF7308A2BE34DBCCBA9AA3D.jpeg219169D4C2CC091286220F96D2203B9F.jpeg2192238BD1697D54E6F52F2EC42A395C.jpeg

Fui pegar o carro porque o prazo do parquímetro estava expirando. Tinha muita gente nas redondezas, hoje é sábado, é isso? Nem lembro que dia da semana é hoje. Esqueci de ver a casa onde funcionava o customs. Amanhã eu tento de novo. Sem querer eu me deparei com uma casinha antiga, bem antiga. Era o primeiro teatro da Califórnia.

21C36F86B1B46F12788F4EF9B3C33731.jpeg

Depois, fui seguindo placas e cheguei na região conhecida como Cannery Row. Essa área portuária já foi o endereço de mais de 20 fábricas de sardinha em lata, que eram pescadas na baía. As fábricas chegaram ao auge no início dos anos 40. Em 1945 as sardinha desapareceram (talvez pela pesca excessiva) e o local foi abandonado. Muitas fábricas foram demolidas. Mas aí veio algum visionário e revitalizou a região. Alguns prédios antigos hoje abrigam restaurante, lojas, cafés. Ficou uma rua bem movimentada, eu diria que bem divertida também. Na parte de trás, algumas crianças malucas se aventuravam nas águas geladas do Pacífico.

21D08783F2681E142AC7390F45B24EFD.jpeg21D231D80517320E2AB9D63BDE264396.jpeg21D408D3B842CB66B362D9CC31BB34E0.jpeg180_21F9C963A1940BED485330D2D2E8BE44.jpeg180_21ED24B9BC556B3A4899A1F27C98B6B6.jpeg21FC854ED1230325257F8C915224D3A7.jpeg180_21FAE407C5A69E44904D3EAFF023DD64.jpeg21FEBDF3093418A956AF5BD665522BB5.jpeg22009758D38636DA15EAECFF2940FE8E.jpeg

O blog do Ricardo Freire recomenda parar em estacionamento coberto e, caso esteja com mala, não deixar aparecer. Como eu estou fazendo o trajeto devagar, não estou carregando mala, então ficou na rua mesmo. Mas tem parquímetro hein. Aqueles bem modernos, hahahaha. Mas é bom que vou me livrando das moedas. De repente eu vejo um monte de homens tirando foto de um carro. Gente, é só um Ford Shelby Daytona! Nada demais! Ahahahahaha... Quem lê até pensa que eu entendo alguma coisa de carro. Eu me amarrei muito mais nesse outro com essa suspensão... Não me perguntem que carro é esse...

21EAD94CC154A0C32EBDB385E156D849.jpeg90_21EBEE2A02C331652ECFEAFB729A942B.jpeg

Subi, peguei o carro e fiquei na dúvida pra onde ir. Desisti do pôr do sol, daqui não dá pra ver e o céu não estava muito propício. Depois de dar umas voltas sem rumo e de começar a me irritar com a dificuldade pra parar perto do Wharf, a fome veio e deu o golpe final: de volta pro hotel. Hora de fazer a janta. Não vou oferecer porque é pouca quantidade, hahahaha.

2223B24AB2A90BBCB81BBE3EAE70E50E.jpeg

A temperatura caiu um pouco. Estou surpresa. Achei que ia passar muito frio aqui, até que não. Durante o dia está quente, casaco só no fim da tarde. Depois de ficar deitada no hotel, fiquei com bastante preguiça. Mas fiz uma forcinha e fui no shopping aqui perto. Tinha uma Macy's enorme. Agora, a real? As coisas aqui continuam com um bom preço, mesmo com "o dólar a R$4". Mas a ideia de pagar quase o dobro do que eu paguei ano passado me irrita. Muito! E também porque as coisas aqui são pro inverno, o que não me interessa. Aí foi só passeio mesmo....

Vou passar duas noites nesse hotel. Explico: o ideal seria passar a próxima noite em Carmel, mas, meu, mó preguiça de ficar trocando de hotel todo dia. Foi bom que aqui eu já arrumei a mochila pra próxima parada. Os olhos estão mais fechados do que abertos. Deixa eu ir pros braços de Morfeu. Até amanhã!

Publicado por Akemi Nomura 07:31 Arquivado em Estados Unidos Comentários (0)

São Francisco x Santa Cruz

Eu vou além desse sonho...

sunny 23 °C
Visualizar 2015 Califórnia no mapa de viagens de Akemi Nomura.

Bom diaaa!!!!! Acordei super tarde hoje, tipo, às 6h30. Fui colocar as fotos no blog, dar uma revisada. Nossa, eu reviso, posto, quando vou ler de novo acho erro. Que ódio!!!! Enfim, hoje eu demorei pra sair. Arrumei minhas coisas, deixei tudo engatado. Depois, desci, tomei café e fui na Ross. Não me condenem. Eu posso até não comprar nada, o que é bem provável, mas que eu vou dar uma olhada lá eu vou.

90_05149197AE1B5B637CC8E0F079D73F72.jpeg

Promessa cumprida, saí pela Market Street. Aqui é mega movimentado. Essa parte então, nem se fala. Ficar nessa região é super bom, fácil acesso pra toda cidade, o Bart chega aqui, tem de tudo. E a fumaça continua saindo dos bueiros... Vai entender...

90_054708E3CBC3E74681D0CF75399287FC.jpeg90_054E7511A7235A501934AAC09552B4FE.jpeg90_054A61B4DB3F8442E9C617E76C668155.jpeg

Tem um centro comercial enorme, o Westifield. É um shopping, portanto, não tem preço de Outlet. Nem tava a fim de ficar olhando loja de shopping de bobeira, mas me chamou a atenção a escada rolante aqui. Alguém já andou numa escada rolante dessas?

Lembrei que estava esquecendo de comprar uma coisa fundamental, os imãs de geladeira. Tem uma lojinha xingling aqui perto. Gente, a fila do cable car estava enorme. Esse povo preguiçoso que não acorda cedo, dá nisso, haha... Cheguei na loja e tinham 3 turistas lá que eu acho que estavam no tour de Alcatraz ontem. Três brasileiros. O vendedor pergunta se pode ajudar, o cara responde: "I don't speak english". Até aí tudo bem, mas aí o cara me vira pro vendedor, um chinês radicado na Califórnia e pergunta em português se ele fala espanhol. Ah, não dá né? Filho, dê-se por satisfeito por ele falar inglês e você entender. Se bem que nem isso ele entendia, hehe. Deixa eu ajudar os moleques então....

Pronto, moleques ajudados e imãs comprados, hora de voltar pro hotel pra fazer o check out. Não sem antes passar na Apple Store. Gente, que vontade de comprar tudo, hahahah. Comprei só um cabinho e fui. Quase meio dia e eu não fiz nada praticamente. Como acabou a validade do meu passe de transporte público tinha que ficar por aqui mesmo. Peguei minha mala e saí arrastando pelas ruas da cidade. Gente, cadê o glamour? Foram umas cinco quadras, ainda bem que as subidas foram leves. Cheguei naquele estado. Demorou um pouquinho meu carro estava pronto. Saí pelas ruas do centro meio tensa. Aquele monte de obras, era cable car batendo o sino, a hora que um carro de bombeiros passou eu quis chorar. Mentira! Puro drama, hahahaha. Adivinha onde eu fui?

Adivinhou? Mudei até de parágrafo pra fazer o suspense. Não podia sair de SanFran sem ter o prazer de descer Lombard Street dirigindo. Afffff, aquele monte de turista, que saco, hahahahaha. Desci devagarzinho, estava irresistível. Chegando lá embaixo, meu eu criança falou pro meu eu adulto "vamos de novo?". Meu eu adulto falou: "ok, vamos dar a volta no quarteirão e descer de novo". E lá fui eu descendo de novo a Lombard Street. Foi dez!!!!!!

056EFD1FD64477D4C838892F95C91A71.jpeg90_05734B1808BDADF8D586628A4BF189F9.jpeg057720599B9E823B2D5D8D601C90B638.jpeg90_057A2E730C65D1964FA7670968F3082D.jpeg057F5BA392CCFC7FF3A1864E82F810E9.jpeg

Espero que o Youtube não bloqueie o videozinho que eu editei. Ficou massa!

Dali, fui na direção de Marina Green. É uma área verde beirando a baía no Marina District. Pelo nome percebe-se que ali haveria barcos. Os turistas costumam ir ali de bicicleta. Alugam no Pier 39 ou até no Ferry Building. Atenção, tem subida forte no meio do caminho. Se você for lesado como eu que não sabe usar bicicleta de marcha, vá de carro.

05A118A1E5D35379B336B9F52117B70A.jpeg05A389B6E3827BBD7A3B7ED7286DC0CE.jpeg

Próxima parada: Palace of the Fine Arts. Esse monumento foi construído para uma exposição em 1915, que comemorou a recuperação da cidade do terremoto e incêndio de 1906. Parece que é um dos últimos dos monumentos construídos que ainda existe. Hoje tem um auditório, só não vi onde. É um lugar bem peacefull, viu?

05A7CA18CF0CB1A59FA67100902675CC.jpeg05AC21999E14EE6F284729D67BF22130.jpeg05AF5BD5BEBD0D2DACB387C8D5CA14DC.jpeg05B078AFA60256C9E1E9C77956C314B5.jpeg

Ok, dali fui para bem pertinho da Golden Gate. Tem um estacionamento logo depois de Crissy Field. Ali você fica aos pés desse monumento, o mais famoso de São Francisco. Eu estava me questionando porque essa ponte é mais famosa que a outra que liga SanFran a Oakland. Acho que deve ter sido a primeira e ali é o portão de entrada da baía. Não é à toa o nome "Portão Dourado". Pensa na overdose de selfie? De acordo com a Paula, uma amiga minha, eu fui a pioneira do selfie. Antes mesmo desse nome modinha aparecer junto com as câmeras frontais dos celulares, eu já tirava esse tipo de foto com máquina mesmo, hahaha. Muita gente atravessa a ponte, eu não quis. Quis ficar aqui, quietinha, observando, encantada! Cheguei aqui, cheguei aos pés da Golden Gate!

07068179E28D2DCEBA2443FC4E31026D.jpeg0709A544BDE360D18046324C7F562ACA.jpeg90_070C1E2CDE94E2F817482601298AA367.jpeg90_070E2447907FB31BC051310F0E2EFD33.jpeg180_070F78E8C6E2E222F88249970A1F02A3.jpeg06EE86F59495350969A000A0B52F3718.jpeg

Pra quem não fez nada até meio dia, já fiz bastante né? Mas dá pra fazer mais um pouquinho. De carro a vida é mais fácil. Só de não ter bolsa ou mochila pendurada já ajuda muito. Fui dar uma passada no City Hall. Mas não tive vontade de descer ali. Até tinha vaga, mas tinha uma vibe pesada por ali. O prédio é lindo, mas cheio de beggars em volta. Olha meu lado ruim atacando de novo. Vamos pra outro lugar. Mas antes, uma olhadinha no prédio, lindinho né? Também foi construído pra exposição de 1915.

07496779FEAD9C6E66AB74DFB76B3569.jpeg

Mais uma parada em SanFran, Alamo Square. Poderia ser mais uma praça qualquer não fossem seis casas no estilo vitoriano, as Painted Ladies, lado a lado, cada uma de uma cor, numa rua em declive dessa praça e ao fundo uma vista da cidade. Eu não sei se mora gente lá. Essas casas foram tombada pelo patrimônio histórico municipal. Eu fico me perguntando, seis casas numa rua, alguém achou bonitinho, colocaram no cartão postal, convenceram que é bonitinho e agora ônibus de turismo vem todos os dias trazendo gente pra ver. E realmente é bonitinho. Mas é curioso como se formam alguns pontos turísticos. Tem outras casas bonitinhas na cidade que não tem esse alcance. Talvez a vista da cidade, combinada com as casas em ladeira, e serem bonitinhas? Não sei. Enfim, não foi uma crítica. Foi só uma observação... Talvez fora de contexto, afinal, eu gostei do lugar, hahahaha....

074FB60CE7DECB81CEC70B7FE99910B0.jpeg90_074BFBAAC2EC53EB93EB948EEF277E5D.jpeg90_075AD7C8F6693F38A69A9BCABA346563.jpeg075C5FD4F97E7976AA1B0B0A8DC78A51.jpeg

Passei por uma região conhecida como Haight Ashbury. Dizem alguns blogs que é o local dos descolados. Pra mim, é um lugar para alternativos, ou melhor, porra-louca. Não é a minha vibe, então pulei e fui no Golden Gate Park. Gente, esse parque é enorme. Não vai achando que é Ibirapuera porque não é não. Além de grande tem ladeiras, pra variar. Fui ali dar uma voltinha. Sem carro eu não viria, no máximo voltaria na primeira ladeira, haha. Parei no Jardim Japonês pra uma voltinha e já estava na hora de pegar a estrada.

90_076E434DF402F61F17A47B0471313126.jpeg90_07724AB8CE9FA8DB00910A3E424A2027.jpeg0774C604FC313245420FA7DA6D475D3A.jpeg

Ali mesmo no Golden Gate Park dá pra pegar a Highway 1. Daí é só seguir. Às vezes o GPS atrapalha, porque ele tenta te jogar na 101. Quando eu vi no google maps que dava pra pegar a HW1 no Golden Park, nem me preocupei com GPS. Peguei bastante trânsito até passar Daly City. Pouco depois veio a placa "Pacífica". Era ali mesmo. Deu um frio na barriga, começou a tocar Lulu Santos ("Garota eu vou pra Califórnia"). Tive que dar um grito no carro: "Uhuuuuuu". Já estava na estrada costeira mais famosa dos Estados Unidos. Pacific Coast Highway, trecho da HW1, rumo ao sul, rumo à Los Angeles. Bora time!!!!!!

078FD0D3F19E4191CD44FBE279EBCA68.jpeg0792DBC90A6C9CEAE23CD8A6294B6203.jpeg
large_07DB58F4C55EF9DFFD5E72867A0EBB7A.jpeg

Aí era só ir descendo. A cada espacinho além do acostamento dava pra parar e ver a costa. É realmente um cenário muito bonito. É difícil explicar. Realmente é melhor fazer sentido sul, senão você tem atravessar a Highway, o que é meio perigoso. Não dava pra parar em tudo, mas deu pra parar em bastante lugar. Perdi as contas de quantas vezes eu disse: "Uau".

07A11FADF6726687C5C667FF9170FF37.jpeg07A4D03BAFA3B05C0772D895580A249F.jpeg07A6772E0107C8693B1C1A7F49147C2D.jpeg07A84052E4D7B9998736DB5635325450.jpeg

Deu pra ver os surfistas na água gelada, de todas as idades. O mar aqui é bem forte. Um barato eles saindo da água, vão pro carro, guardam a prancha e se trocam ali mesmo. Cena que já apareceu em muito filme. Inclusive em praias isoladas tinha surfista. É muito amor ao surfe. O cara sai de casa pra uma praia afastada pra surfar... Nessa água gelada! Adoro essa vibe de surfe... Parei em vários penhascos e tive que segurar meu medo de altura pra tirar umas fotos. Mas não segurei tanto a ponto de me arriscar. Tem uma galera que vai pertinho do penhasco. Não, obrigada. Estou bem assim, hehe. Vi muita plantação de abóbora. Por cada uma que eu passava eu gritava: "pumpkin". Muitas vendendo abóbora para o Halloween. Essa região é bem "selvagem" ainda. Muitas falésias e mar forte.

0A7594CCA1229F8D64B2D9E4BCD71E6C.jpeg0A79853BEA0EEA7B443CAF2ED06F19A7.jpeg0A7D333BF016F244C75146CC02B834FA.jpeg0A7FB676B68C20F4AD1DEA5C2ED1CA1F.jpeg0A829E37068389A15CA9940C8FD5CA2A.jpeg0A852DA7943E0B561C198FD5B9247A96.jpeg
07A542ACD31AD5AD5B6B44377E5E1CB6.jpeg

Sem querer parei num lugar chamado Pigeon Point. Tinha lido num blog, mas foi super sem querer mesmo que eu parei. Depois que vários naufrágios aconteram ali, inclusive do navio Carrier Pigeon, que deu nome ao lugar, ergueram um farol ali em 1872. Quase congelei com o vento. Mas era uma linda paisagem, valia a pena.

90_07D52AA702E9BDE3B4F698EE8C9B5ED3.jpeg07D91EF70B872EC30A1F5D632BE51024.jpeg07DA1CDAA87BFB2755E53E96F4296BCB.jpeg

Depois desse para aqui, para ali, o sol estava se pondo. Achei que conseguiria chegar em Santa Cruz. Vi que não ia dar, mas Davenport ia. Ou não. Por precaução, parei antes ainda. Tinham dois carros parados ali. Nem estava tão frio. Parei o carro, sentei no banco do carona de porta aberta e esperei a natureza fazer sua parte. Pelo visto serão vários desses até LA. Ondas batendo, pássaros voando, surfistas no mar. Cenário poético, não? Estava no meio da estrada, em algum lugar na costa da Califórnia, admirando mais um pôr do sol. No som do carro tocava: "Nada do que foi será, de novo do jeito que já foi um dia...". Preparados pra overdose de fotos?

90_07A6A479F9ED847AEAB21183F9C11D6A.jpeg
07F843B3F0922F5AC936ED93857BB5D1.jpeg07FA2B4CC3083BC3F9676AB420E0151D.jpeg07FB0D0ED26CE9B1FFF57A2F5FD3F997.jpeg07FBF373F29F524F9E767E60A0198814.jpeg07FD0613F6C16C9BD92DF89AB7616C90.jpeg

Uma separada pro fim. Porque os passarinhos ajudaram...

large_07F93FCCA3C8960556D116F8CFC9B57B.jpeg

Sol chegando na Nova Zelândia, segui meu caminho sem paradas. Gente, levei 3h pra chegar aqui. Pouco mais de 100km. Tá certo que tiveram as paradas e, principalmente, a parada pra comer algo porque, não sei se repararam, eu não almocei. Bem que a Fla falou, demora porque a gente vai parando. Além do fato que eu sou meio lerdinha mesmo. Ainda bem que não estou com pressa. Fui direto pro hotel. Dessa vez fiquei num Comfort Inn, numa rua cheia de motéis desse tipo. Só a cama desse hotel é do tamanho do quarto de SanFran, hahahaha. E são duas no quarto hein. Bem melhor acomodada. Escolhi parar aqui pra ser como a "quarta noite" em SanFran. Deu pra fazer bastante coisa lá e dirigir pouco mais de 100km pra dormir melhor e mais barato, já na PCH. Saí pra comprar algo pra fazer no quarto. Minha janta hoje saiu por US$5, hahaha. Estou cansada, quero dormir. Amanhã é outro dia.

07FF955C958C7A6D44A961516D83B8C4.jpeg
07AC69890E3CA2F0A4EFE7DB2BA53C75.jpeg07AA4EDCB85C4854621710B4BDA605F1.jpeg

Em homenagem à Pacific Coast Highway, a música de hoje é um hino ao rock e à liberdade. E depois do filme Easy Rider, um hino dos motoqueiros. Um clássico de 1968 que ultrapassa gerações...

Publicado por Akemi Nomura 09:22 Arquivado em Estados Unidos Comentários (1)

São Francisco 3

Eu dou a volta, pulo o muro, mergulho no escuro...

sunny 22 °C
Visualizar 2015 Califórnia no mapa de viagens de Akemi Nomura.

Bom dia!!!!!! A música do dia vai ficar pro fim. Hoje eu acordei no horário de sempre, ou seja, 5h. Mas estava com uma dorzinha de cabeça chata. Tomei um remedinho e deitei de novo. Depois revi meu post de ontem antes de publicar. Rever dá trabalho gente. Depois fiquei curtindo preguiça. Tá 14 °C lá fora. Quem tá com pressa?

Saí já eram mais de 8h. Nem sei onde ia, só sei que ia. Tomei aquele café com leite no hotel e fui. Sério, ridícula essa parte de tomar café com leite em pé no lobby do hotel. Paciência. É o menos caro da região. Fui pra Market Street e peguei o street car. Desci em Embarcadero, próximo ao pier 9. Fui andando até o pier 7. Sabe o que tem lá? Nada! Sério, não tem nada. Mentira, tem algo sim. Tem um charme incalculável. Sério, é fofo mesmo. Gracinha, como diria a Hebe, hehe. Tem uma vista bonita da cidade e a ponte "gêmea" da Golden Gate que leva até Oakland. Essa ponte é que nem ser a irmã gêmea da Gisele Bundchen, só uma é famosa, hahaha. A vista da cidade é bonita, saca só....

AD9653B6AAEF765E020BDE081C4418AF.jpegAD9474A60508867DB7532E44042B1511.jpeg90_AD9765F4B597A796FD40C0B67DF3DC13.jpegAD98EFC3FD79BCC20C94A0C6C732D089.jpegAD99A682D5144B0A0A6BE1915BE68A94.jpegAD9A5DE5C8C9133F76438C07539D8A7A.jpeg90_AD9810A3959B78CD22107908037F51CF.jpeg

Fui andando dali até o Ferry Building. A parte de dentro é o que chamam de Promenade. Tipo, virou um mercado lá dentro. Tem de tudo, os cafés, restaurantes, livraria, etc. lá fora fica cheio de gente tomando café e o solzinho da manhã. Em volta, os terríveis seagulls na espera de uma bobeira dos comensais. O ferry building é um prédio clássico, de 1915. E como toda cidade, fofo! O dia vai ser lindo, de novo....

90_ADB0AA2FEC180F358785AC2B49C8401B.jpeg90_ADB23D9CEE57601A10C5352374DF517C.jpeg90_ADB45AE4A260439C54D0C5C37083C1DA.jpeg90_ADB6955E0494D76B8BCA67A124990851.jpegADB823FD0F44F7985EAFEDBD0C779589.jpeg90_ADB959DAE62D075575390BD4C39060B5.jpegADBA407E95A5B8A26C3778E2F24B99FB.jpeg
AE7225F49FF82B3A7748BF2CD467DFDB.jpeg

Dali fui andando até o início (ou fim) da Califórnia. Isso, Califórnia Street. Ali tem a terceira linha do cable car e uma bela ladeira pra subir. Uma das tantas dessa cidade. Um dos grandes baratos e com certeza um problema pra nós turistas, porque você imagina um caminho pra fazer a pé e não sabe se vai encontrar o Everest no caminho, hahaha.... Mas é um barato andar nesses negocinhos. Chegando lá no topo, o que eu fiz? Eu desci... No próximo parágrafo explico melhor.

ADD20D31B26952B912D7E1EA3716327B.jpegADD3227BD88511853A9C762BA93B18EB.jpeg

Tinha passado batido pela Old Saint Mary Church. Nem vi... Então voltei pra ver. A Old Saint Mary foi consagrada no Natal de 1984. Foi a primeira catedral católica de SanFran. Os tijolos e o ferro vieram da costa leste e o granito e a fundação vieram da China. Foi um dos poucos prédios a passar batido pelo terremoto de 1906.

90_ADE8775AC32B2C15985AE051206BE0E2.jpeg90_ADE998A5D41EA0F78411036A4A9BC748.jpegADEACECCF5EB49391D5CAF76B591B809.jpeg90_ADED2B18B27C152B9551D6ABEE0C5E2D.jpeg

Dali mesmo desci umas quadras na Chinatown. É a maior Chinatown fora da China. Só me decepcionei porque eram quase dez horas e estava quase tudo fechado. A essa hora a Liberdade estava fervendo. Mas uma coisa é certa, sabe aquela subida ali na Liberdade? Aquela na rua dos Estudantes até chegar na Galvão Bueno? Pois é, eu nunca mais reclamo dela, hahaha.

90_ADFDEBB9A19445322B47112D179906E0.jpeg90_ADFEEFBAD4CEA0C2D9ACAFE9ABB628B8.jpeg90_AE004B1901F8D2134B23862A523ED5F0.jpeg90_AE01DF3A9F39E989D0BA3EAE0B34DADD.jpeg90_AE47FD1CAAEB4784A222DEBE1DD151C4.jpeg90_AE49DAA0EB572755025347D517552F17.jpeg

Daí eu desci e peguei o cable car de novo até o topo da Califórnia. Bilhete ilimitado mesmo, vamos aproveitar. No topo da Califórnia, esperei o cable car. Dezesseis minutos e dois cable cars lotados, desisti e resolvi ir andando. Ladeira abaixo, todo santo ajuda, menos o santo protetor dos joelhos. Então vamos devagar. Posso falar? A Chinatown realmente é grande. Achei que não ia chegar no fim. No meio do caminho dei uma escapada para a Igreja de São Pedro e São Paulo. Fica já em North Beach e ainda é conhecida como a igreja dos italianos. A região ao redor é conhecida como little Italy.

90_AE36FD96B68AF3BCED39876CCBA44D96.jpeg

Bonita, né? Agora deixa eu contar meu furo. Nem sei se foi um furo, mas.... Fui entrar na igreja, normal. Tinha bastante gente lá dentro e quando eu olhei lá no fundo... tinha um caixão! Estava tendo um velório! Algumas pessoas olharam pra trás. Gente, que mico! Larguei a porta e fui embora. Talvez eles tenham pensado: "esses turistas...". Ai, que vergonha....

Tá vendo aquela torre ali no meio? É a Coit Tower. Devem ter visto ela nas fotos do pier 7. Dizem que de lá tem uma vista linda da cidade. Querem que eu vá lá? Vão ficar querendo... Ahahahahahaha.... Mania de turista de subir em tudo quanto é torre, tá doido.... Hehehehehe. Ali onde está a Coit Tower é o Telepgraph Hill. Tem esse nome porque existia ali um semáforo (?) que indicava para os comerciantes quando os navios chegavam com mercadorias pela Golden Gate. Isso em 1850. A Coit Tower chegou só depois, em 1933. Uma tal de Lillie Hitchcock Coit, filantropa, rica e excêntrica, pra não dizer maluca, deu dinheiro pra construir. Isso na época da grande depressão. Se bem que o dinheiro é dela, ela faz o que quiser.

90_AE56D874BCF832C4A12DBDF776B17AF5.jpeg

Segui meu interminável caminho até o Fisherman's Wharf. Tava bem mais movimentado que ontem. Dia lindo, muita gente na rua, turistada acorda tarde. Acho que vou almoçar por aqui mesmo. Que tal um sirloin com camarão e uma vista pra região? Servidos? Ah, esqueci de falar. Encontrei o Robin Willians.... Ops, o cara não morreu? Xiiiiiii....

90_AE6C20ECF8C57CC83389253CEF09C089.jpeg90_AE6E9134987718915EFBAB2A2D034486.jpeg90_AE707FDDA260DEC1BCB85ED370A54C5E.jpegAE72C9CBA0D278895F519A89FF6FBB66.jpeg
AE835678A0FE9BFAA9EC4E556CD4FD4D.jpegAE86077FC6555C9C86FEFEE127293FD5.jpegAE885516FE13F3179CF6B37DD77661BB.jpegAE8A462FFC139FE1BFCF02666544B5D9.jpeg

Hmmm, vou falar. Valeu não. Tava médio... E deixei uma bolada no restaurante. Melhor não insistir no duvidoso e ir de Cheesecake Factory da próxima vez. E aí, cansaram? Eu cansei. Peguei o street car e voltei pro hotel. Daqui a pouco eu saio de novo. Vou contar um lado estranho meu, posso? Quando o Carandiru desativou eu morria de vontade ir lá conhecer. Meio maluco fazer isso? Acho que até foi permitido uma época visitar. Não sei porque não fui. Mas Alcatraz deve ser mais top ainda... E é pra lá que eu vou daqui a pouco. Li em alguns blogs que os ingressos devem ser comprados com antecedência. Parece que tem dois sites pra comprar os ingressos: Alcatraz Island Tickets e o Alcatraz Cruises. Eu acabei comprando com uma semana de antecedência nesse segundo site. Confesso que não entendi ainda o motivo de comprar com antecedência, uma vez que tinham muitos horários disponíveis. Porém, uma busca incessante é sempre pelo horário que seja possível ver o por do sol. Como o sol está se pondo por volta de 18h35, o ingresso mais tarde que eu consegui comprar era pras 15h50.

Saí do hotel e fui direto pro píer 33. Peguei o street car. Chegando lá, tive que dar uma parada porque tinha um cara fazendo uns quadros sensacionais com sprays. Um show! Deu vontade de comprar um quadro, mas como ia pra visita, não ia rolar... Mas o cara é um artista. Já tinha visto um vídeo no facebook com esse tipo de pintura e fiquei impressionada. Mas ver ao vivo um cara fazendo foi fantástico. Amigo, você está de parabéns!

Ok, vamos pro pier. Tem bastante gente por ali, eles colocam uma plaquinha pra informar o barco que está partindo. Como tinha tempo, fui comer alguma coisa porque já eram 15h20 e lá na ilha não tem comida. E nem pode levar. Deu o horário, fui embarcar. O embarque é bem rápido. O barco é pontual, portanto, não se atrase. A silhueta da cidade estava linda de novo. E também é interessante notar as ladeiras da cidade vendo da baía. Ah! Lembra que eu falei que não entendi porque comprar com antecedência já que tinha muito vaga uma semana antes? Pois é, hoje eu entendi. Só tinha ingresso pra domingo! Ufa!

90_D2CA98DAF7F53D0115C7EC206A7E4860.jpegD2CD2EE8C080A369A90CAB70388BA20B.jpegD2CB78F6C691560C36D47DCB02D8B209.jpeg

A chegada em Alcatraz já é meio envolvente. Principalmente pelo estado deteriorado do prédio que dá um tom meio sombrio. Aí tem uma parada para instruções obrigatórias. O cara é super simpático, já avisa o que pode e o que não pode fazer. E como você está nos Estados Unidos, obedeça, ok? É que tem turista que adora aparecer e não prevê que seus atos podem ter consequências. Em alguns países não tem mesmo... Não é nada demais, apenas instruções que garantem a própria segurança do visitante. Daí, é só subir. Só? Tem que subir um bom pedaço, viu? Se tiver sem fôlego, sem condições, enfim, com qualquer outra limitação, tem um tram que leva até em cima. Inclusive cadeirante consegue ir. Ah, a acessibilidade, coisa de país de primeiro mundo. Chegando no último nível, é só entrar na fila e pegar o audio guia. Aí começa a brincadeira.

A prisão foi fechada em 1963. Parece que em 1969 um grupo de nativos norte americanos (acho que índios) ocuparam a ilha baseando-se num tratado federal de 1868, que permitia que os nativos utilizassem todo o território que o governo não usava ativamente . Após quase dois anos de ocupação, o governo os retirou da ilha. Deve ser por isso que estava escrito em tinta vermelha: "Indians welcome".

90_D2E93B599BA2D0F65CFEC4590C36A3F6.jpeg90_D2F265F4ACFABB5012DA2CA1F8479761.jpeg

A sacada inicial é a fila pra pegar o audio guide bem onde os prisioneiros eram recepcionados. Tinha o lugar das roupas e os chuveiros. Você já vai entrando na vibe do lugar. Aí sobe as escadas e pronto, liga o guia e começa a visita. A visita fica praticamente toda na área das celas. É como se várias pessoas contassem histórias, desde presos, até guardas e diretores do presídio. E foi super envolvente a forma que foi contado, porque ele vai te guiando pelas áreas onde a história aconteceu. Você meio que revive aquilo tudo, entende? Cheguei a começar a escrever lá, mas desisti. Muita informação, eu não ia dar conta. Mas vou tentar contar algumas histórias.

90_D2F40C27008CC6B9D26E952C2E3504A1.jpeg

Logo na chegada, um ex-preso diz que logo que se chega a Alcatraz se aprende a calar a boca e andar de costas pra parede. Outro fala que deixava de ter um nome e passava a ser um número. Outro já dizia que a vista da cidade da "Rocha" (era como se referiam a Alcatraz), era uma forma de mostrar tudo aquilo que eles estavam perdendo. Teve preso que dizia que, principalmente nas festividades de fim de ano, ouviam as pessoas na cidade, mulheres rindo (devia ser eu e Sheila, hahaha), música e afins. A vista da cidade era realmente apaixonante. O céu parecia uma pintura e o iphone 6 dava um show nas fotos, hehe. Apaixonante, quer ver?

D31120F1BA4E6F52CACCA5AD845CBD3C.jpegD312DF749B0E10455D33402ABD7F63BC.jpeg180_D313E052ABDC7B2D7935AEAB2D34B8BF.jpegimage

image

D31737D0F359E53E2168FEC98A4BCA65.jpeglarge_D30F9560BE94A35C50C16BB3FCB8D72D.jpeg

As celas eram minúsculas. O cara falou a medida, mas eu não lembro. Eram celas individuais, com uma cama, uma pia, uma mesinha e um sanitário. Tinha um cobertor e uma toalha. Em cima da cama tinha um livrinho com as regras da prisão. Presos com bom comportamento podiam levar seu hobby. Tinha preso que pintava na cela. Tinha até duas estações de rádio que podiam ouvir. As celas eram divididas em pavilhões, cada um com 3 andares. É bem cena de filme, sabe? Foi bem legal conhecer Alcatraz.

D3A742DBEA1E32EB806FB58D6BF42156.jpeg90_D3A9040FE3E82E6F37211D414BDE4D9B.jpeg90_D3AA377CE8AEFDFFF18A14977D0B92B7.jpeg90_D3AC100FF36F42A3F47514249515116C.jpeg90_D3ADD262058D14C03E1A0AA2E20AA8A7.jpeg90_D3AFF0B5A01B26B6930D659B7BEB84F4.jpeg90_D3B214C8A7B567C86809A91BBCF49E74.jpeg90_D3B3A299B76DAD706C05D68C8D6EA0C3.jpeg

Os presos que se comportassem tinham direito a privilégios, como a área de recreação. Mesmo num frio desgraçado os que tinham direito à recreação aproveitavam. Já para os que não se comportavam, sobrava o D-Block... O D-Block era um bloco separado, frio, que tinham dois tipos de celas. Uma era o isolamento. Eram celas até maiores que o pavilhão comum, porém com regras mais rígidas. Só podiam sair da cela, por exemplo, uma vez por semana. Já pensou?

90_D3CE6887AE508B100F235752090C8680.jpeg90_D3CFDE0EF4FE17D07DFEC1AE7358B0CD.jpeg90_D3D1A596B318990ABFB31E8318910A56.jpegD3D3AC7EF59EFA22030EE42C2CF8E0EB.jpeg

Mas podia ser pior, porque o outro tipo de cela era a solitária. Aí a casa cai. Porque a solitário nego não saía de lá nem uma vez por semana. Além do mais a cela tinha, além das grades, uma enorme porta de ferro que simplesmente tirava toda luminosidade do lugar. Um dos presos dizia que quando ia pra solitária, ele arrancava um botão do uniforme e deixava cair no chão. Aí ele tinha que se abaixar no escuro pra procurar. Quando ele achava, fazia isso de novo pra passar o tempo. Deve ser de pirar mesmo. Mas....

90_D3DEE2FDE6261B2D1ED1B714E5C4EBD5.jpeg

Adivinha quem passou por aqui? Sabe quem é o gordinho da foto? Não? Olha bem...

D3E6E397F83D1C835857E08131D0A12F.jpeg

Não descobriu? Ok, vou ajudar. Ele tá no hall da fama de Alcatraz: Al Capone.

D3F41B410BAAB8A8EB73F0C5753DB869.jpeg90_D3F5BAA094A00FF777BC01F99D2C09B4.jpeg

As histórias que mais chamam a atenção são as tentativas de fuga, claro. Alcatraz fica a apenas dois quilômetros da cidade. Só que a combinação de marés e água gelada praticamente impediam qualquer fuga. Ah, só mais um detalhe. Tem tubarão na baía também, tá? Fugir a nado não é uma boa ideia. Achei que era coisa de desenho animado, mas não é não. Outro dia mesmo filmaram do ferry pra Alcatraz o momento em que um tubarão branco atacou uma foca...

A tentativa mais clássica de fuga parece que até hoje não se sabe se os caras fugiram mesmo. Olha que louco. Vou explicar. Tinham 3 caras, um chamava Frank Morris, os outros dois eram os irmãos John e Clarence Anglin. Parece que o Frank era o cabeça, os irmãos eram meio bobões. Bom, os caras fizeram três cabeças, com cabelo e tudo e colocaram de uma forma que pareciam que estavam dormindo. Como eles fizeram? Não sei. Quando foram fazer a contagem pela manhã, o carcereiro foi até as celas e numa delas bateu no travesseiro de forma que a "cabeça" caiu. O cara quase infartou. Foi quando deu o alerta pro desaparecimento de três prisioneiros. Aí foi aquele corre corre, grita daqui, grita dali. O pobre do diretor era um substituto, o titular estava de férias. Acharam em cada um das 3 celas um buraco que levava pro corredor de serviço que ficava na parte de trás. Dizem que os caras usaram colher pra isso. No fundo ninguém sabe como conseguiram sair e nem sabem se conseguiram mesmo fugir. Foram dados como mortos, teriam se afogado na baía. Nunca mais ouviram falar dos caras. Nas fotos abaixo são das celas que eles ocuparam com cabeças imitando o que eles fizeram. Acho que dá ora ver o buraco no fundo da cela.

90_D425766A0E099C9288B094A66AE9BE7D.jpegD426E81CEF576A09356E14915E1E3B92.jpeg

Agora, o episódio mais marcante e mais sangrento foi o que ficou conhecido como a batalha de Alcatraz. Vamos ver se eu consigo contar. Seguinte, não vou lembrar o nome da galera toda. Só lembro do Coy, que é quem importa. Esse cara causou. O resultado foram dois guardas e três prisioneiros mortos, além de outros onze guardas e um prisioneiro não envolvido na tentativa de fuga feridos. A batalha durou 3 dias. Vou tentar simplificar pq tinha muito detalhe. Tinha um preso que trabalhava na cozinha. Quando ele terminou o serviço, chamou o guarda pra revistá-lo. Aí veio o Coy e atacou ele por trás. Aí os dois foram libertar mais dois prisioneiros. Eles estavam de olho no depósito de armas, um corredor na parte superior. Quando eles atacaram o guarda, o guarda do depósito estava em outra posição, que ele seguia rigidamente. Aí o Coy, com uma ferramenta que eu não sei o nome, conseguiu abrir as barras pra acessar o depósito. Ele mesmo passou fome pra perder peso e conseguir passar. Aí o cara se armou, ferrou! Ele usou um rifle pra forçar o carcereiro do D-Block a abrir algumas celas. Alguns presos se juntaram a eles, outros não. Acho que eram uns seis presos no total. Os dois guardas foram presos numa cela no bloco C. Eles precisavam da chave para o jardim, pra sair e ir pras docas. Usando os guardas como escudos, conseguiriam embarcar para cidade. Só que a chave estava com o primeiro guarda atacado. Porém os presos não sabiam. Era contra as regras ele estar com a chave. Aliás, vamos dar nome ao guarda: William A. Miller. O cara morreu sem entregar a chave. Aí os caras tinham que bolar um plano B. Já tinham nove guardas presos em celas e não lembro porque atiraram em guarda na parte de fora. Daí pra tocar o alarme foi um pulo. Tinham civis na ilha, famílias de funcionários. Existia um risco enorme. Entrou até exército na parada, porque os caras estavam armados na parte de dentro. Enfim, cercaram a ilha, tiro, porrada e bombas lá dentro, foi aquela baixaria. E no final ninguém fugiu. Ou melhor, três deles saíram dali... Mortos! As duas fotos do final são os três mortos (o Coy é o do meio) e os outros três conspiradores sendo levados para julgamento. Olha a classe!

90_D4661EAAFE8F58FE5F54691CFC84810E.jpegD467829500BCFF1413B8D988703800E5.jpeg90_D468F19EE6E56E584F82AB96136D5D51.jpegD46AAB2AD3451772EF8AB3419830BC03.jpegD46C283205F5FEDC5E31E880F1EE88BB.jpegD46D363EEDF791959F35E161E4950913.jpegD46DC117CBEDD756FD285868D2FB5F3E.jpeg

No fim, ainda houve uma demonstração de como era o mecanismo de abrir as celas. Não tinha eletricidade, não tinha cadeado, as grades eram pesadas. Podiam ser feitas "n" combinações nesse processo. Teve uma hora que um cara inconveniente começou a perturbar a demonstração. Lembra do que eu falei lá no começo? Obedeça as regras. O moço pediu apoio e disse pro sem noção que era melhor ele sumir dali, senão ele iria ter problemas. Viu.... Eu avisei! Rsrsrs. Enfim, o cara sumiu e o moço conseguiu terminar a sua apresentação.

Dali, deu tempo de sair e pegar o comecinho do terceiro pôr do sol dessa viagem. Não deu pra ver por completo por causa do horário do barco. Eu tinha que descer. Mas deu pra ver o começo e posso dizer. O melhor lugar pra ver o pôr do sol em São Francisco é em Alcatraz.

D4EA1DD90BE27B417D34184ECA5EB44A.jpegD4EB07A69B728F9748AAE37D8E359FF7.jpegD4EBC9B2FB54B4CE045ABDFE399F816D.jpegD4EC9C2F9AEE1FE56B82B730250EB98E.jpeg

Se eu gostei de Alcatraz? Eu amei! Foram 2h30 de visita que eu nem senti passar. Achei que fosse cansar muito, mas nada. Foi muito bem feita a forma que fizeram essa visita. Não se prenderam a dados chatos e sim a histórias reais vividas ali. E estando ali você participa um pouco disso, sente um pouco, vive um pouco. Sente um pouco da angústia do preso na solitária (sem julgamentos, ok?) e o terror dos guardas reféns. Cara, voltei empolgadíssima com essa visita. Você ouvir essas histórias já é legal, mas agora você ouvir essas histórias em Alcatraz... Show!!!! Mais umas fotos pra vocês.

90_D48F747FA5B9524D0CA712B806961113.jpegD490F2DDDC33E3543F997700EF74339D.jpeg90_D4923CA4E0B3448B96234EFA7A322D06.jpeg90_D49471E8087F1A094172152654BB746B.jpeg

Eu voltei tão feliz e me sentia tão bem que resolvi fazer uma espécie de night tour. Já do barco dava pra ver a cidade começando a "acender". Cheguei, pegueii o street car, tava quase voltando pro hotel, mas criei coragem e desci no Ferry Building. E comecei a buscar uma visão diferente da cidade. Quando a noite cai e as luzes se acendem, parece que nasce uma nova cidade. São Francisco é linda demais!

D5073B41EF335B8470E0A92B34A62A94.jpegD507FB17FE7F075AC81FB7385AC4C81D.jpegD508C8D7B6E93D58ED5B9848432A3585.jpegD509C7A40AC6C5B839F7B319150BD63F.jpegD50AA1E7AB9A504BD5514D5E49DA6526.jpegD510AE26EF5075F3AEAEE73AE3949667.jpegD5118BEAF64A35DFB2D2B0AEABF6FC0A.jpegD5126C25A12BF2CD3F36E626AAE06445.jpegD5134B8BD987A7B8456BEABE36E2CF1B.jpegD5143BAE9E92AC01A700808F03A80845.jpegD51502E6FFFF18460FDBE0F2CFFC9C2A.jpegD515DF26BC2C43C63DCD97EC0C1D399B.jpegD5169D02AB61164668C54F2E2E3958D2.jpegD5176005A7B45F7C3E348F671329A11C.jpeg
D5259F4DDD90205B2CF9AE93637D0A5F.jpegD5267894B11AB6D6C8F577ABDC4175AD.jpeg

Como hoje é meu último dia de passe livre na cidade, resolvi voltar de cable car. Fui atrás da linha Powell-Mason. Só faltava essa pra conhecer. Andei três quadras pra fora do Wharf e vi um pouco do outro lado da cidade. Tinha bastante homeless. Tipo, bastante no sentido de estar nos Estados Unidos. Queria entender os motivos que os levaram àquele ponto. Não me senti ameaçada em nenhum momento. Mas também não senti pena. Não sei, posso estar sendo má, talvez eu não seja tão boazinha assim. Mas vi tanta gente vindo pra esse país e vivendo bem, trabalhando muito. Não tô falando que se você ralar muito você fica rico, mas vai viver com dignidade. As coisas aqui não são fáceis, mas pra quem quer lutar tem oportunidade, eu acho. Passa uma impressão de... ah, deixa pra lá. Foi só um desabafo. Não quero terminar meu dia de modo amargo.

E mais uma vez voltei no cable car onde o maquinista deu um show de simpatia. No meio do caminho ele fala sério pra uma mulher: "moça, não pode usar o facebook no cable car". Eu olho achando que ele disse isso pra pessoa não ficar desatenta e esquecer de se segurar. Aí ele completa: "só pode usar twitter". Ahahahahahaha... Numa parada mais a frente ele fala sério de novo, principalmente pras pessoas que estavam de pé, que era pra todo mundo se segurar porque já tinham perdido algumas pessoas ali. Zoeiraaaaa.... Aí ele faz uma curva mega rápida e a galera não sabe se ri ou grita. Enfim, foi um dia feliz. Sem planejamento nenhum, as coisas fluem assim... Não tá bom?

D5274EBBFABCB0A6A953D8DCAD8AAA9E.jpegD5283FC3AB3AAE2D2607A37FAF423854.jpegD52937D4A4B6F02ECE7A59EFEBC45723.jpegD524CF39CBC9C2BF5968A8F1306437A4.jpeg

Ah São Francisco, você é realmente a cidade mais charmosa que eu já conheci nos Estados Unidos. Por ser na costa oeste, já tem uma identidade mais americana. Você custou caro (o dólar tá R$4, hahaha), mas valeu a pena! Tenho mais um pouquinho de São Francisco amanhã antes de pegar a PCH. Mas já deixo essa música de lembrança dessa cidade. Saca só a parceria na música: Tony Bennett e Judy Garland. Um clássico, um charme, a cara dessa cidade linda!

Publicado por Akemi Nomura 08:44 Arquivado em Estados Unidos Comentários (0)

São Francisco 2

A Califórnia é diferente irmão...

sunny 22 °C
Visualizar 2015 Califórnia no mapa de viagens de Akemi Nomura.

Bom dia!!!!! A música de hoje é pra despertar um american feeling na potente voz de Bruce Springsteen. É pra deixar os preconceitos de lado e aprender muita coisa boa com esse país, a começar pelo sentimento de nação. Claro que aqui não é o paraíso perfeito. Mas tem muita coisa boa pra se aprender, como em todo lugar. Eu tinha grande resistência de viajar pros Estados Unidos e quando baixei a guarda me encantei por esse lugar. Pra quem tem a mesma resistência que eu tive um dia, vamos lá galera, abra seu coração para os Estados Unidos. Vale a pena! Ou pelo menos curta a música... Hahaha...

Ah, deixa eu contar de ontem. Falei que a mala chegou, né? Mas contei que o TSA abriu minha mala? Quando eu abri vi o bilhetinho lá. Ok, pode abrir. Mas a novidade é que pela primeira vez não quebraram meu cadeado!!!! Viva!!!! Parece bobeira, mas é um saco ter que sair pra comprar cadeado. Gente, esqueci de falar, a Tim está com um plano de dados de 100Mb por R$9,90 o dia que usar. Sensacional! Precisa dizer que estou conectada all the time?

Acordar às 5h aqui é fácil, considerando que ainda tenho um pouco do fuso de cinco horas a frente. Dei uma olhada no mapa, pensei mais ou menos no que fazer hoje pra otimizar o trajeto. Desci, tomei um café com leite no lobby e saí. Quando eu disse café, é café mesmo. Não é café da manhã. Eram umas 7h30 eu já estava no cable car. Preciso me retratar. Ontem eu disse que as pessoas que trabalham aqui são meio rudes. Isso não é verdade por completo. Ontem na volta os caras foram bem legais. Hoje, tanto "maquinista" quanto cobrador deram um show de simpatia. Numa das paradas o cobrador se ofereceu pra tirar foto, muito dez. O maquinista ainda brincou: "deixa eu sair pra não atrapalhar a foto". E sim, hoje eu fui em pé. Segurei aquele negócio como se fosse minha última esperança de vida. Eu sou muito dramática... Hahahaha. Confesso o medinho na primeira ladeira, mas foi super tranquilo. E mais, estava bem vazio. Ou seja, acorde cedo, é muito mais sossegado. Talvez quando os turistas chegam eles começam a ficar mais impacientes. Não sei. Mas hoje foi show!

6F0F7E27C32FFBA9431E275EFF5AF35C.jpeg90_6F0E8CC60E157C43D4490A0F965B9818.jpeg90_70497D20A8FF30AB2E4BCFBE5DD24708.jpeg90_704A53F003EE024EE801EE30847E273B.jpeg
90_6F2569CADFB0D1594F2D37FE83F49850.jpeg

Muitas ladeiras depois, cheguei na ladeira mais famosa de São Francisco. Quem não conhece Lombard Street? Todo mundo já viu uma foto, um filme, uma série, sei lá, qualquer coisa. Pode até não saber o nome... Acho que depois da Golden Gate é o ponto mais famoso da cidade. Ah não, tem Alcatraz. Enfim, Lombard Street com certeza está no top five de SanFran. Sacou a intimidade? O céu está azul, começou a esquentar. O dia vai ser lindo, como eu mereço. Pra descer em Lombard Street de carro tem que ter calma, tem muito turista parando no meio da rua pra tirar foto, hehehehe. Como diria Lulu: "A Califórnia é diferente irmão, é muito mais do que um sonho". Desci bem devagar, degustando cada pedacinho. Procurando a melhor vista pra guardar na foto e na mente pra sempre. Adorei essa rua... Nem deu pra perceber né?

6FEEC7249973498BE04ED8CE7A7118AB.jpeg6FEAFC24ED6105CB82E18DB77BCE713D.jpeg6FEF3C0ABBD9B4A981EE3773B55B7BB1.jpeg6FEA83E3B77F34AE088F7E24317EFC4B.jpeg6FF06B98005E21F8454B1050A00D311F.jpeg6FE9CD02D4412B228F313238A2E242EC.jpeg6FEFEB9AD0DB52C7C28F073BF5E1F221.jpeg6FE8BF77DC7D8E2A041F873C523EA3A8.jpeg6FF2197C01A7BB4FAD7221BE9584D14B.jpeg6FF1247FC6C05319AF246DAC19A5D5A8.jpeg6FE93A07F60785AA86CB4CAB1ADE4693.jpeg6FF2D1BEA6DF391D54146F9BA84B2BC8.jpeg

Ok, 478 fotos depois, segui meu rumo. E descendo as ladeiras da vida, cheguei no Museu de Artes de SanFran. Estava bem cedo, fechado ainda, ufa, hahahaha. Gente, pra quem é novo no meu blog, eu já assumi que não sou fã de artes, desculpe se decepcionei alguém, rsrs. Mas tirei foto do prédio, olha que bonitinho...

6FFA24A9CE8D1D43CF6ABD4588A36C9E.jpeg

Após uma parada estratégica num Starbucks pra energizar, fui pro Fisherman's Wharf. Na verdade, o Starbucks já era por ali. Essa é a região do cais. Ou seja, tem aquela parte com vendas de peixes, caranguejos, camarões e afins, tem os restaurantes especializados, tem 478 mil lojas de várias coisas, tem restaurantes famosos tipo Rain Forest, e tem um estilo bem peculiar. Parece que no passado, os pescadores que trabalhavam pra empresas de pesca recebiam em peixe. Depois vendiam ou trocavam por mercadorias de seu interesse. Assim girava a roda da economia. Muitos barquinhos, barcos e barcões. Estava relativamente vazia por causa do horário. Porém, muitas lojas fechadas ainda. Mas estava muito bom pra passear...

180_7AC15DEACEF4E148DAB5A1D49ADD160C.jpeg90_7AC2A4DC98F2BED92575F797D1A89097.jpeg90_7AC3A5A1D26E071EC244EF81F890A574.jpeg7AC553A2CD892AFB05FEABD055679ABF.jpeg7AC727020A1288B7BFA8F9351541215B.jpeg
7AE6B5DDB3225755C6BE2AC7067D4469.jpeg7AE79CCAB55DA3CBCE02270D26D4A2DF.jpeg

Parei no Pier 45. Essa região de vários piers chama Embarcadero. No pier 45 estão duas embarcações da Segunda Guerra Mundial: o submarino USS Pompanito e o navio Jeremiah O'Brien. Pra entrar no primeiro eram US$15, e no segundo nem olhei. Não animei não. Não é porque "o dólar está R$4", mas porque não estava a fim mesmo. Saí dali e fui batendo perna, caminhar entre um pier e outro é bem legal.

180_7AE5E688CFEC56D36C1AF1BC56CE763B.jpeg7AE86B6C0D59DF49557B94ECC7A02F1F.jpeg7AE95BFBFDEB2D663D82E8F25AD726ED.jpeg7AEA63D1B096006682DE5A50946FA865.jpeg7AEB2F120D4B3977A19E4C2AC70C6349.jpeg7AEC1986F84BBD44BE0DE7DAA554A295.jpeg7AECF7019348139F43DE7A6236C6880F.jpeg
7B365FA6D5CE060ABA379E3E55768FB2.jpeg

Alguém confia nesse banheiro? Sério, eu já vi por aí. Não tenho coragem de usar. Aliás, nem sei usar. Vai que abre a porta antes da hora...

7B3EADDCD27673D33756FB1A95FE0298.jpeg

Cheguei no Pier 41 e ali tinha uma empresa de Ferry. Em vez de fazer esses tours na baía, resolvi fazer um bate e volta em Sausalito. Não faço ideia do que tem por lá. O ticket custa US$11,50 cada trecho. Ui! Parece que tem um jeito que sai mais barato, compra um tal de Clipper card no Wallgreens por 3 bucks, coloca crédito que sai mais em conta. Algo assim. Não entendi e nem quis entender. Estou de férias pra ficar pensando muito.

Como eram 10h e o boarding era às 10h40, fui na Loja da Boudin. Já tinham ouvido falar? Eu não. Li num blog bem bom que está me orientando. Se bem que não estava lembrando direito do que era além de ser uma Bakery, mas chegando lá lembrei. Na vitrine tem vários pães em formato de bichinho. Jacaré, urso, caranguejo, tartaruga... Tem uma moça fazendo na hora e interagindo com quem passa e para pra ver. Lá dentro tem dois andares. Sério, me arrependi de ter parado no Starbucks. A loja é muito legal e tem bastante opção. Ah mãe, queria tanto levar um desses pães pra você, mas não vai durar até lá. Que pena! Gente, lembrem dessa loja na parada pra um café. Hoje pra mim não dá.

7B07726DAA8BACD7789D223B52752A0C.jpeg7B084F9F06F4DC18EE60BF7B003031F8.jpeg7B093813995BCDB9F8312F59BCA02506.jpeg7B0A363EAC4754E1B6BB59DE85352273.jpeg7B0B2E3BCEB8FC48BBB64AB7EE723688.jpeg7B0C1F69B10469B0DE8C8AB3E7C6F665.jpeg7B0D04A3DA108E790793F3372F718F5A.jpeg7B0E000EC3ED6225487B188D74DB313D.jpeg7B0EE60CAFA0788F9A0CFAF393924791.jpeg90_7B0FC12AED76737209C66D5B9E07FDBD.jpeg

Eram 10h45 quando começou o embarque. Fui pra parte de cima tentando me segurar nas fotos e curtir a paisagem um pouco. A silhueta da cidade contra o sol estava bem bacana. E a Golden Gate como pano de fundo no percurso então... Ventava bastante, tive que colocar o casaco. Em 30 minutos chegamos em Sausalito!

9C8632BCF3F355395F0B3B4AFA1D015C.jpeg
7B1CA5B19B50AADFA92F0532E979CBBB.jpeg7B1D51FCE62AF3E92A4E331B26124000.jpeg7B1E1D2F9DE5E7F14BD11A20A5195DE9.jpeg7B1EDBE3A1CA67CB49CED719A84A6EA6.jpeg7B1FC68BEC737D3129CB2F02982EDA65.jpeg7B20DB35DF3E29BD4E4BFC63E1FD5593.jpeg

Desci do ferry e fui indo, meio sem rumo. Não tinha ideia do que fazer por aqui. Sem querer estava bem atrás de uma família de brasileiros. Ouvi o cara falando de uma sorveteria do outro lado da rua, Lappert's. Disse que é a sorveteria que todo mundo indica aqui. Estava resolvido, era aqui que ia dar uma parada pra um sorvetinho e ver o que fazer por aqui. Não fiz uma boa escolha, escolhi um Sundae que tinha tanta coisa que eu mal senti o gosto do sorvete. Fora que sobrou mais da metade. Não consegui terminar, muito doce. Não façam essa gordice, escolham apenas o sorvete. Deve ser muito melhor. Era um sorvete de café. Devia ser bom...

7B2A9A57B662FE225821368D8DC2476F.jpeg

Salsalito é uma cidade fofa! Resumindo é isso. Já foi estaleiro da Marinha na Segunda Guerra Mundial, hoje é uma área residencial com lojinhas fofas, muitos barcos, barquinhos, barcões, todos fofos, galerias de arte fofas, restaurantes fofos e uma linda paisagem. Dá pra alugar uma bike ou simplesmente sair andando. Foi o que eu fiz.

7B51BD8DD589162733786AB9D26D2DF3.jpeg7B52C134D0DCD862607526D74059E8FF.jpeg90_7B53AA77E6ADE24F5B60C3C90165B2DD.jpeg7B54C3D3B16A4C58AC5BA64F70F51AB7.jpeg7B55B6FAFFDD6B0681F4595447464ABF.jpeg7B56C1BBDF7351B8A27F3AC5E0CD904F.jpeg7B57B8029A91EEA742F9A825828CB757.jpeg7B5894D6A570AE02701556C1E2DBFE3B.jpeg90_7B597B31D1AC4C5C791F6D0CA96FF63D.jpeg7B5A578ECFA55C4FFEFDCC27B5C84DE2.jpeg

Seguinte, o ticket da volta entrega na chegada, ok? Bom, como a inteligência privilegiada aqui esqueceu a outra bateria da câmera no hotel e não colocou a que está na máquina pra carregar, imagina o que aconteceu? Isso mesmo, fiquei sem câmera. Mas, quer saber, tenho passe livre no Muni mesmo, vou lá buscar. Saindo do pier 41 pego a linha F e desço a 100m do hotel. Com o google maps a vida fica mais fácil. Ele traça a rota e mostra até o tempo que o street car vai levar pra chegar. Fora que não preciso mais daquele mapinha de papel, tá tudo marcadinho. Bom, chegou o street car, mais "moderno" que o cable car, como podem ver, haha.

90_7B6C54A2DB9E7BA31F2A1416EB8B5BE9.jpeg90_7B6A3F81F2FC40C429050B608E38377A.jpeg

Bom, depois do pit stop no hotel, já fui atualizando o blog, recarreguei o cel, pronto, já eram 15h. Repararam que eu não almocei? Aquele sorvete... argh.... Mas já começou dar fome. Peguei a linha F de novo, no outro sentido. Tava bombando, mas consegui sentar. Um beijo pra você que fala que eu não uso transporte público, hehe. Desci na frente do Pier 39. Um arraso.... O top dos top piers de SanFran. Sem muito tempo pra fotos, bora comer porque o bicho tá começando a pegar.... Tanto restaurante modinha por aqui, escolhi um diferente, hahaha.... Não me julguem. Nem vou postar a foto do que eu comi. Mentira, vou postar pequenininha. Mas eu prometo que EU NUNCA MAIS VOU COMER NO HARD ROCK CAFÉ... em São Francisco... em 2015... A gente nunca sabe o dia de amanhã! Ahahahaha.... E no fim o John apareceu na TV do HR cantando Living on a Prayer, tive que ficar mais um pouco....que John? Bon Jovi, oras....

90_877C17DAE379CDFFCEF66EC9F6D8ECF1.jpeg877A52D8AED086F1AE0C2EB204F772EA.jpeg
90_877858110D6CB4D82591E53EB6BEC811.jpeg

Bom, antes de falar do Pier 39, vou pular lá para os leões marinhos. Lá no fim do pier 39 à esquerda, no lado de fora, ficam umas plataformas cheias de leões marinhos fazendo nada... Teve um que estava dormindo de um jeito que eu me identifiquei, haha. Eles estavam em duas plataformas distintas. A galera da plataforma da direira era mais tranquila. Já a galera da esquerda gente, revolts demais. Parece família italiana, você não sabe se está conversando ou brigando. Sério mesmo... Rsrsrsrsrs. De igual? Tudo amontoado. Eu até imagino o papo da galera da esquerda: "tira a pata daí", "não me molha", "me acordou fdp". Tem uns muito sem noção. O cara tá nadando, sobe na plataforma e vai por cima da galera que tá dormindo. Ele não tem noção que a água está gelada? Se eu tivesse dormindo num solzinho gostoso e alguém me acordasse com água gelada também ia ficar brava.... Hahahaha... Tá um tempo gostoso. Legal ficar de boa dublando os leões marinhos... Kkkkkkkkkk...

878FBC32D8229C2E09B232082E4E0C2A.jpeg8790B062F554B965364434E6E01E8CDE.jpeg879191BFAB9B1F4977F907E7A6A15611.jpeg8792953FE032F92DA34FCD71C33F371C.jpeg

Ok, vamos pro Pier 39, o mais famoso Pier de SanFran. O que tem de legal aqui? Estar aqui! Isso mesmo, o legal é estar aqui. A vibe de ser um pier todo preparado e estruturado pro turista. Parece cenário de filme, melhor, de desenho animado. Não foge do padrão, lojas, restaurantes e entretenimento. Mas é a vibe do lugar que é bacana. Acabou me lembrando Forrest Gump. Não porque tem um Bubba Gump Co. Isso tem em todo Estados Unidos. Mas é o lance de ser pier, mar, etc. Ande em cima e embaixo.Tem muita coisinha escondida por ali. Vai, sem preguiça, vamos dar uma volta no pier.

879CCB3FE4E871D81297A0BE09B9D08A.jpeg879DC4979DA2540A055378E1D47516DD.jpeg90_879EAEBAD8C1A5B13A5A026019368A27.jpeg87A82C450E0F11ED42C48C4782AC26C0.jpeg87A8D52BEB03020EE23F3997E67D5271.jpeg87A9D0FE09E091BE40941AEEDA8FE68A.jpeg87AABECBEF75F749F39EA0569BEF3A55.jpeg87ABA175AC135E9938B8E56FAD526CD0.jpeg87AC6FC6BBEC1C5E2FF4B10F3102040D.jpeg87AD1C29A15344903DCCF0782BF28152.jpeg

Tá vendo aquela ilhazinha embaixo da bandeira? É Alcatraz! Não falei dela ainda, mas acho que nem precisa falar muito. Amanhã a gente conversa sobre isso.

87C24BB3CE669A9D7348FC125F2CEA08.jpeg

Depois fiquei meio sem rumo. O que fazer? Eu fiquei tão apaixonada pelos leões marinhos que resolvi ficar lá de bobeira esperando o sol se pôr. Não tenho mais disposição de ter "obrigações" numa viagem, afinal, estou de férias. E eu gostei dos bichinhos, tava divertido ver uns andando em cima dos outros. Pra falar a verdade, não sei se o divertido era isso ou a risada da mulher no andar de cima. Eu, como sou discreta, ria com toda classe que me convém, hahahahahaha.... Sabe o que eu mais curti desses leões marinhos? O fato deles serem livres. Isso mesmo. A porta está aberta, eles podem ir quando quiser. Não estão aqui como parte de um show. Um cara do meu lado disse que uns dois ou três anos atrás eles sumiram. A galera (humanos) deu uma pirada. Mas uns tempos depois eles voltaram pra felicidade geral da nação. Massa! Tem um monte de plaquinha pedindo pra não alimentar os animais. Não sei se existem algum trabalho realizado com eles nesse sentido. No tempo que fiquei ali, nenhum ser humano entrou em contato direto com eles. E assim o dia foi indo embora. E eu me despedi dos meus amiguinhos.

87E0DECC9248DC4EC85DD5AFA5589A42.jpeg90_87E195AACE0B046A061860EAB267A11D.jpeg87E29423B2ECFE2C20A1677D380ED5B3.jpeg87E36870E78B0C0BD6CCCD1CF92D968C.jpeg87E663630B20AE4D9E9042755F10BEFD.jpeg878FBC32D8229C2E09B232082E4E0C2A.jpeg
8805DFCFFA88DDEABEE4EBCA8AB506E6.jpeg180_8804B245E11CB0EB817C3F8314C61330.jpeg180_8808922EF2373551B3F08C4B03B27AE5.jpeg8807492FE8CB8499FEF7BDF8490B4A8F.jpeg

Sabe, eu super curto essas coisas com pouca intervenção humana. Uma das coisas mais simples e mais belas que eu adoro da natureza é o pôr do sol. Depois daquela imagem linda de ontem, observei que hoje não teria o mesmo resultado daquele lugar. Nuvem! Nuvem acaba com qualquer pôr do sol. E outras coisas mais.... Hahahahahaha.... Mas aqui do pier 39 me foi reservada uma grata surpresa. O difícil foi conseguir convencer um seagull a voar mais baixo pra sair na foto. Mas acho que pelo menos uma saiu. Parece tudo repetida, mas não é não...

87E42930D3436638A481548E13B85B2D.jpeg87E4D6E90A097200BE06CF35C1E4B49F.jpeg
8809F87A9B44522762B62A98ECDB03EE.jpeg880B7F12A432BF42621BDB4F1FE3B955.jpeg
88508A19B47E1D30D1873AC83BC9CBA4.jpeg
large_880D1286B25F24159BDB0FE782179F01.jpeg

Já ia me levantando quando chegava mais gente pra ver os leões marinhos. De repente, ouço um grito. Um homem começa a esbravejar. Uma revoada de seagulls. Pronto, entendi o que aconteceu. Seagulls são iguais em qualquer lugar do mundo. Tem alma de gordinho de índole questionável. Gente, o seagull roubou a comida do cara. Isso mesmo, da mão dele. Não sei o que era, se era um crepe, um pretzel, não sei. Seagulls são sempre assim. Se fazem de fofinhos mas são traiçoeiros, chegam a ser meio agressivos. Conheci eles na Austrália, lá também são assim. Te cercam, uma covardia! Ontem um homicídio, hoje um roubo. E eu que achava que os animais mais perigosos do mundo estavam na Austrália. Não conhecia as aves de São Francisco... Ahahahaha....

Ok, depois da gordice do almoço, fui na Target comprar a janta. Gente, uma caixinha de melancia picada US$5... Oi? Nem com dólar a R$2 eu pago. Resolvi diversificar, não que tenha sido barato, haha, mas fiz escolhas mais saudáveis. Lei da compensação. Olha só:

90_885217F8B261FBB558C0F871F726DBA7.jpeg

Eu tinha planos de sair. Tolinha! Voltar pro hotel, deitar e achar que consegue sair de novo.... Besta demais. Dava não! Preguiça master e pés doloridos. Mas, convenhamos, fiz até bastante coisa hoje. Vou parar por aqui e saborear meu delicioso jantar... Até amanhã gente!

Publicado por Akemi Nomura 06:05 Arquivado em Estados Unidos Comentários (0)

São Francisco 1

De repente... Califórnia!!!!

sunny
Visualizar 2015 Califórnia no mapa de viagens de Akemi Nomura.

"Garota eu vou pra Califórnia
Viver a vida sobre as ondas
Vou ser artista de cinema
O meu destino é ser star

O Vento beija meus cabelos
As ondas mandam em minhas pernas
O sol abraça o meu corpo
Meu coração canta feliz

Eu dou a volta, pulo o muro
Mergulho no escuro
Sarto de banda
Na minha vida ninguém manda não
Eu vou além desse sonho...."

Eu juro que eu tentei de todas as formas uma alternativa, mas nenhuma música se encaixa tão bem senão o clichê "Garota eu vou pra Califórnia...". Tem ritmo, tem uma vibe meio hipster. É muito bom... Não dá vontade de parar de cantar. Quem perguntava pra onde eu ia, eu respondia cantando, rsrsrs... Enfim, Califórnia sua linda, chegou sua vez....

image.jpeg

Sobre o trajeto, vim de Vitória pro Rio de Gol. Desci no terminal 1 e vim andando pro terminal 2 onde fica a Tam. É um chãozinho viu.... Fiz o check in e fui comer algo na praça de alimentação. Lembrei que posso acessar a sala Vip da Gol com o cartão Diners, mas a Gol é no Terminal 1. Ah não, não iria voltar. Depois de comer resolvi confirmar sobre a sala vip da Diners e, adivinha? Fica no terminal 2!!!!! Ahahaha.... Que sorte!!!!! Enfim, entrei, passei pela segurança, passaporte, aí é só ir pra esquerda, até o fim. O Galeão passou por reformas, está diferente, então tem blog desatualizado por aí. Lá perto da loja da Mac tem a entrada pra sala. Passou o cartão, pronto. Pode esperar tranquilo e de graça. Tem wifi ilimitado, buffet, banheiro, etc. A sala é herança da Varig, por isso fica no terminal 2. Estranho ela estar aqui com a Gol no outro terminal, mas.... Bom pra mim, hehe. Parece com a de Guarulhos, é um pouco maior. Não é das tops, mas, melhor do que esperar no saguão. O brigadeiro de capuccino é uma delícia.

134DEFED0109B20EB5A5D77EC22A222D.jpeg

Aí vc entra no avião e percebe que, aparentemente, não está muito cheio. Senta na sua poltrona numa fileira de três e começa a rezar pra não aparecer mais ninguém pra poder viajar deitada. Eis que o milagre acontece. Segunda sorte do dia, ninguém ao meu lado. Já joguei a bolsa na outra poltrona pra pra garantir o usucapião. Tinha uma mulher olhando pra minha fileira, chegou a perguntar pra mulher sozinha na fileira de trás se ela ia dormir.... Quebro a cara dela se vier sentar aqui, kkkkkkk. Dessa vez a sorte foi minha, fui deitada até Miami. Pobre se contenta com cada coisa, haha. Enfim, pousei em Miami, imigração com bastante pergunta, mas tranquilo. Peguei minha mala, passei pelo customs e me dei conta que aqui não é como NY. NY você despacha a mala depois do Customs e reembarca. Aqui eu tive que subir, ir até o Concourse D (cheguei no J, ou seja, andei horrores), despachar a mala no balcão e aí sim embarcar. Como esse aeroporto é enorme, e o Concourse D é quase metade do aeroporto (aqui é hub da American Airlines), cheguei suando no balcão, hahaha. Vim no pique, não sei pra quê... Dentro do concourse tem que pegar um trenzinho pra chegar no portão. Enfim, cá estou eu, esperando o próximo voo...

90_2F1603C3D6A5B4DFEDAD9E671B2DB15D.jpeg

Que voo horrível!!!! Foram 6 horas pra cruzar de leste a oeste. Só pra dar uma real, o voo do Rio até Miami foram 8h40. Só que essas 6h foram num voo interno normal, aeronave apertada, fui mal acomodada e o pior... Não tem comida! Gente, eu jurava que voo com mais de 6h tinha comida. Sobrevivi com um copo de água e um copo de suco. Enfim, cheguei. Bora pegar a mala? Só que não... Hahahaha... A mala não chegou. Caracas!!!! Aí você vai dizer: "acabou a sorte". Bom, tentando ver o lado positivo: eu sei que isso acontece, eu sempre carrego duas mudas de roupa na bagagem de mão além de todos os carregadores da parafernália eletrônica e, o principal, eu vou de transporte público até o centro de São Francisco, ou seja, não vou precisar carregar mala. Tem mais uma, o check in no hotel é a partir das 15h, então, nem preciso passar no hotel pra deixar a mala, pois chego por volta das 12h. Fui lá, registrei o extravio, localizaram minha mala e disseram que entregam no hotel hoje ainda. Espero! Haha... Depois eu conto se chegou.

Sorte recuperada, fui seguindo as plaquinhas até chegar no BART. Bart é um trem que leva do aeroporto ao centro. Ele fica perto do terminal internacional. Como eu cheguei no terminal 2, doméstico, eu fui de airtrain linha vermelha, mas as duas servem, e desci na Garage G. De cara já tem a maquininha do Bart. Qual é a manha aqui? Você tem que olhar primeiro qual estação você vai descer pra "carregar" o bilhete com o valor certo. No caso da estação Powell, o valor hoje é US$8,65. A outra manha é a seguinte, a máquina tem limite de troco. Então, por exemplo, se eu colocasse uma nota de US$10, teria que subtrair o valor para que chegasse no valor que eu queria pagar. Se não fizer isso, não tem troco, hein. Como eu coloquei trocadinho, não tive esse trabalho. Quem estava atrás de mim teve que ter paciência pq até eu identificar as moedas, haha. Pronto, agora é só embarcar e em meia hora estamos lá. Até esqueci que eu estava com fome. Vou chegar e ir direto almoçar. Ahhhh, guarde o bilhete pra saída hein...

4A06108BD2DCC661427796B5F28D97A4.jpeg4A06EDD8C5E5F60513577BB7486531C2.jpeg4A07D348E8596F2CCC6F9D45230486C3.jpeg4A08BE91919E97F4338C4A9FD3CAA0FF.jpeg

Gente, cheguei e tomei um choque de realidade. Tudo em obra... Lojas maravilhosas cercadas de tapumes das obras das ruas. Ok, não terei fotos magnificas, ao menos da região da Union Square. Em busca de comida, que é a única coisa que eu penso nesse momento, adivinha o que eu descobri? O Cheesecake Factory fica no 7º andar da Macy's. Que sacanagem! A Macy's tem SETE andares. Entenderam o drama? Será que saio daqui hoje? Vou ficar cantando o mantra,: "o dólar tá quatro reais". Bora comer, escolhi uma mesa no terraço, onde fica o letreiro da Macy's. Pra sentir o drama da fome, minha última refeição foi o café da manhã do avião, por volta das 5h30, horário do Brasil. Estou almoçando agora, são 17h30 no Brasil.... Ah, o cheesecake foi só pra foto. Sem chance.

90_4A111A71F91C76F7DDC3D42692810CFC.jpeg4A125739B39B117B79CC3FC2DC245477.jpeg4A13285E93BE8880A081E7F723157278.jpeg4A14216997FEA19355E0C9E3FC0885AA.jpeg
90_68BE0719AEA5ED59984FBD8E9539ABE9.jpeg

Lá de cima deu pra ter outra visão da Union Square. Parecia bem agradável. Bom, saí do Cheesecake Factory e fui passear na Macy's. O mantra funcionou. Além de ter muita roupa de inverno, o que não é do meu interesse, até os produtos com descontos saem caros. Resultado? Desci pra Union Square. Essa praça reune uma variedade de lojas. Além da Macy's, tem Louis Vuitton, Tiffany, Saks, Neiman Marcus, Victoria Secrets... E nas imediações tem loja da Disney, da Ferrari, da Apple, Louboutin e várias outras. O dia está super agradável, um sol gostoso. Depois de almoçar eu começo a ver o charme da cidade. Esse prédio todo estiloso é um hotel. Nem quero imaginar a tarifa.... Saca o Louboutin do final! Arraso total!

90_4A2A81B1AA1ED6AEC3363205CF7D1630.jpeg4A2B649307ACE2BE1B8A67A614BBBAEB.jpeg4A2C741CFEBCBB3126296428A0B9C2C2.jpeg90_4A2D6106DE8F4AF5B02BF522844FA6DF.jpeg90_4A2E5CDBE7739F05D44539CCE3E33F24.jpeg4A2F4C12DEF2F8DB3CEB65F2243C257B.jpeg4A304AFBA30B6FC1B5F02A3827283230.jpeg4A311644CD4B320FC59B415729329EC6.jpeg
90_57BF73DDD19383A8D291E2276B811F6D.jpeg

Falando em charme, que tal falar do Cable Car? Quero muito ficar pra lá e pra cá nele. Ele tem toda a estrutura antiga mesmo. E virou meio de transporte pra turista. Tem duas linhas até meio parecidas, as duas saem ali no cruzamento da Market com a Powell. E as duas vão na direção de uma das várias ladeiras da cidade.

4A412AFBBED44BFF7816ABEBB3BBFC2F.jpeg4A422E71C294FDD02DACDD3F460A4C8B.jpeg4A43130FAF1B20705ED922751782CE30.jpeg4A405078AB44439D6AC4EC24305661D9.jpeg

Passei na Ross antes de ir pro hotel. Sabe, duas coisas me tiram o humor. A fome e o cansaço. A fome eu resolvi, o cansaço ainda não. Na Ross acho que dá pra garimpar umas coisas boas, mas cansada desse jeito, não vai rolar. Resolvi arriscar ir pro hotel meia hora antes. E consegui um quarto disponível... Ufa! Preciso de um banho e uma horinha de descanso. Aí consigo continuar. Queria colocar o tênis, mas só quando a mala chegar. Então, deixa eu recuperar o pé pra não perder o dia. O hotel é mega caro, bem localizado e muito mais ou menos num conceito amplo. Mas, em se tratando de São Francisco, tá bom demais.... Sabe que, olhando por outro ângulo, mesmo simples meu hotel tem o charme de São Francisco? É o prédio vermelho da última foto.

4A4B72EDA773A775BBEEFA19C4F998FC.jpeg4A4C4A9DBBF2288CCD4606DBC7A9A818.jpeg577F5284AFB7CB1A130E96F7C71CB673.jpeg

Consegui sair do hotel antes das 17h. Antes de ir na Target, fui no Yerba Buena Gardens, um parque que tem perto do hotel. É um parque pequeno, gramado, cheio de americano largado no gramado. Tem um centro comercial do lado enorme, o Metreon. Na frente fica a igreja Saint Patrick, bem bonitinha também. Pelo nome era dedutível quem frequenta, os irlandeses. Passei na Target, tem sempre algo pra se comprar na Target. Só coisa baratinha, não me deixei seduzir pelas inutilidades. A Target tá pronta pro Halloween.

270_578A8BCE02C9A13161BF73101546EEA9.jpeg578B7922D332952E0634F97138E7DC09.jpeg578C712DF73DD3A86850A9BA8831A04E.jpeg578D5064C870DBDDEB97AF35550EC3D3.jpeg

Voltei pro hotel pra deixar as coisas e pensei num plano. Já que estou cansada, vou passear de bonde. Resolvi comprar o visitor passaport por 3 dias. Custa US$26, caro né? Mas tem transporte municipal ilimitado nesses 3 dias. Só pra ter uma idéia, uma única viagem no cable car custa US$7. Ui! É que o cable car é mais atração turística do que transporte urbano. Fui lá no cruzamento da Market com a Powell e achei o counter pra comprar. Aí era só entrar na fila e ter paciência. Enquanto esperava, reparei na "roda de madeira" usada pra girar o cable car. E os caras empurram no braço. É bem legal.

90_579EBD94E6D7C0857987D7C920AABDF6.jpeg90_579D5558DAF5F91E582E623C8244BB02.jpeg579B533CF15AB82F6D8344A3226E39CB.jpeg579C3C19984D5046E02A182163C1C5B7.jpeg

Peguei a linha Powell-Hyde. Ela termina na Ghirardelli Square. Fui sentadinha no lado esquerdo. Dá pra ir em pé, mas hoje não. Cara, é bem legal a condução da bagaça. Uns dois pedais, e algumas alavancas, muito doido. Os caras que trabalham ali não são muito simpáticos, mas a gente ignora. Logo depois da Union Square vem uma sequência de ladeira, aliás, quanta ladeira. Achei que não ia subir. Mas subiu.... E na descida? Gente, não tinha ninguém do meu lado, eu comecei a escorregar naquele banco. Era um tal de segura bolsa, segura câmera, segura Akemi. E o cara em pé na minha frente me pergunta do se eu queria ficar em pé pra tirar foto. Filho, se sentada eu estava fazendo essa lambança, imagina em pé.... Brincadeira, hehehe. Hoje eu estou cansada, melhor ficar sentada mesmo. Amanhã eu tento ir em pé. E nessas ladeiras da vida, fomos indo.... Não consegui não lembrar de uma propaganda do Ká que passava antigamente. Tinha uma música: "Ladeira, ladeira, ladeira, quanta ladeira, quem foi que fez...". Achei engraçado ele parar bem no meio do cruzamento pras pessoas descerem. Muito louco esse lugar. A terceira foto não é um barranco, é uma ladeira. Mais conhecida como Lombard Street.

57CBDC8EFD5806385D1DFC8D40090F07.jpeg57CCA219BFB17ABD99A0060D6285C10E.jpeg
90_57CD462DE6D4AF0636882D066906E7CD.jpeg
90_57E60D40AC72559F1D350A0B6AEA4BE0.jpeg90_57E7D7FEB0139E3F6110FC77F467B3AF.jpeg57E9D55AA54909C8C030AB0F39E9D0F4.jpeg

Passamos por Chinatown, pelo topo da Lombard Street. De jeito nenhum desço ali hoje. Fui até o ponto final. Aí me dei conta que faltava pouco pro sol se por. Começou a corrida contra o tempo. No caminho, presenciei um homicídio. Isso mesmo. Vi uma ave com pescoço comprido com um peixe na boca. O peixe lutou bravamente mas a ave venceu. Ainda lembro da imagem do peixe passando por aquele pescoço fino. Sem tempo pra lamentar, o sol estava se pondo. Faltava um chãozinho pra chegar naquele píer que eu não lembro o nome. Fica logo depois do píer da Hyde Street. Fui em busca do sunset. Consegui! Eis meu prêmio:

57D897F3055E58C510F34102A0B286E1.jpeg57D7F69FD5D9E95824937049CE390933.jpeg
180_57EADAEAC342810C52677C6DA7B659B5.jpeg
57D94434010F2A1AF39EB85FDFFD818D.jpeg

Alcatraz estava ali, mas nem me chamou tanto a atenção quanto à Golden Gate com o céu avermelhado ao fundo. Daí, voltei calmamente para os lados da Ghirardelli Square. Mas não fui lá na parte de cima, fiquei na parte debaixo e me presenteei com uma bola de sorvete Ghirardelli. Bom, Ghirardelli é a loja de chocolate mais famosa da cidade. Aqui funcionava a primeira fábrica, toda em tijolinho vermelho. Na sorveteria que fica na parte debaixo, só de entrar lá você já ganha um chocolatinho pra experimentar. Recarregar as energias porque a fila do cable car....

57FF9FA8B37B61060170CF5725980869.jpeg58006D5CEECDF770A5B495A22A19CE80.jpeg580144E4C95AB9FF6EE3208BC8D8A324.jpeg90_57EBD51595FEDD243F184387DA6F327B.jpeg90_57ED1B6994023A2F2A6F1EBE598D8D2D.jpeg

O sol caiu junto com a temperatura. Não está absurdamente frio, mas perto do mar venta mais, aí quebra. Uns 3 cable cars depois consegui embarcar. Sentadinha na parte de fora. Gente, que vento frio. Imagina em pé, com a cara pra fora? E assim voltamos para Market Street. A noite chegou e as luzes se acenderam na cidade. Que cidade charmosa gente. Não me canso de dizer isso. Tem até fumaça saindo do bueiro.... Oi? Alguém sabe me explicar?

58118E769F7EBAC7EC8E3D5A25E7DAC0.jpeg5812780605B192DF0E6A7F42F264C2F3.jpeg5813655FF5F94D611A3B30FFFD12A7EE.jpeg58145036F2E82D58CA9C18469437CAB7.jpeg58153E3FFD283D5AE0EB04E85DA55FBA.jpeg58162E59F56E7FE658D305DE8582A2D0.jpeg58171819049088AB24703C6E301560B4.jpeg5817EA9FEB48A80EC039368F6AC7CFDB.jpeg5818D08602CB429C3331C8C026F41A5A.jpeg

Passei no Subway, peguei um sanduíche de frango com molho teriyaki e fui pro hotel. Estou encantada com os detalhes nas ruas, os prédios com escadas de incêndio que nem nos filmes, o relógio antigo que não funciona, hehe. Cheguei no hotel e perguntei pela minha mala. Nada! Que triste sina! Subi e deitei, nossa, que cansaço. Comi, fiquei de bobeira e lá para as 21h30 a portaria me chamou. Minha mala chegou! Ufa! Agora sim eu sou uma pessoa feliz por completo! Mas não saio mais hoje por nada nesse mundo. Termino meu blog com calma, cansada, mas um cansaço bom demais.... Amanhã? Não faço ideia... Amanhã eu vejo. Fiquem com essa foto ampliada do momento mais lindo doa dia e cantem... Meu coração canta feliz....

large_57D94434010F2A1AF39EB85FDFFD818D.jpeg

"A vida passa lentamente,
E a gente vai tão de repente
Tão de repente que nem sente
Saudades do que já passou"

Publicado por Akemi Nomura 05:40 Arquivado em Estados Unidos Comentários (1)

(Textos 26 - 30 de 71) Anterior « Página 1 2 3 4 5 [6] 7 8 9 10 .. » Próximo